F1: Falta de aderência atrapalhou qualificação de Kubica

De ex-aspirante ao título da Fórmula 1, o polonês Robert Kubica viu suas chances de encerrar o Mundial deste ano com um bom resultado no Grande Prêmio do Brasil bastante comprometidas pelo fraco desempenho na qualificação deste sábado. Sem conseguir chegar à etapa final de tomada de tempos, o piloto da BMW vai largar na modestíssima 13ª posição.

Para a equipe, o rendimento foi comprometido pela falta de aderência do carro à pista de Interlagos. “Obviamente esta não é a melhor posição para a corrida de amanhã. Este é o segundo final de semana seguido que eu tenho de lutar com a aderência do carro. Largar tão atrás tornará a corrida mais difícil para mim”, completou.


O chefe da escuderia, Mario Theissen, também ficou insatisfeito. “Não estamos felizes com nosso resultado e, especialmente pelo de Robert, a situação não é fácil para a corrida”, apontou.


Já Nick Heidfeld ficou feliz com o oitavo lugar na sessão. “A qualificação foi ok para mim hoje. Achei que poderia melhorar de três décimos a um segundo no final da Q3 na mudança do composto duro para o soft, mas tenho de dizer que foi uma boa volta e que eu não poderia ter feito nada melhor. Realmente, espero fazer uma boa corrida amanhã”, indicou.


Fonte: Gazeta Press

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *