F1: Fernando Alonso estreia na Ferrari com vitória. Felipe Massa é 2º

O espanhol Fernando Alonso (Ferrari) venceu neste domingo (14/03), o GP do Bahrein, em Sakhir, etapa de abertura da temporada 2010. Foi a estreia do Bicampeao na equipe italiana. Seu parceiro de equipe, o brasileiro Felipe Massa foi o 2º, com o ingles Lewis Hamilton (McLaren), completando o pódio.

Na largada o pole-position, o alemão Sebastian Vettel (Red Bull) manteve a ponta, com Alonso ultrapassando Massa na primeira curva. O motor Renault do Red Bull do australiano Mark Webber soltou muita fumaça, parecendo que tinha estourado, contudo o piloto continuou normalmente na prova. Quem levou a pior com a fumaça foram o alemão Adrian Sutil (force India) e o polonês Robert Kubica (Renault), que vinham logo atrás e rodaram, com ambos ficando na contramão e caindo para as últimas posições.

Logo na 2ª volta o indiano Karun Chandok (Hispania) que sentou em um carro de F-1 pela primeira vez nos treinos de ontem, bateu sendo o primeiro a abandonar no ano. Uma volta depois outro estreante, de equipe também novata, o brasileiro Lucas di Grassi (Virgin), encostou seu carro. Segundo o piloto, com problemas hidráulicos.

Com Vettel liderava seguido de Alonso, Massa, o alemão Nico Rosberg (Mercedes), Hamilton e o alemão Michael Schumacher (Mercedes). O brasileiro Rubens Barrichello (Williams) ganhou uma posição, e era o 10º.

Com problemas mecânicos o japonês Kamui Kobayashi (BMW Sauber), abandonou nos boxes na 12ª volta. Duas depois foi a vez do primeiro russo na historia da F-1, Vitaly Petrov (Renault), deixar a disputa, também nos boxes.

O estreante brasileiro Bruno Senna (Hispania) foi o primeiro a entrar nos boxes para o pit stop, com a nova regra de apenas troca de pneus, na 13ª volta. Com as paradas nos boxes dos líderes, entre a 15ª e 17ª volta, Vettel foi mais rápido do que a dupla da Ferrari, abrindo vantagem nas voltas seguintes. Hamilton ultrapassou Rosberg, indo para a 4ª posição.

Melhor colocado no grid, entre as equipes estreantes, o alemão Timo Glock (Virgin), abandonou na 17ª volta.  Na 19ª volta Senna ele encostou o seu carro na grama, abandonando. Em entrevista para a televisão o sobrinho de Senna disse que teve problemas no motor Cosworth. Das equipes estreantes apenas a Lotus, com o finlandês Heikki Kovalainen e o italiano Jarno Trulli, permanecia na pista.

Depois de impressionar nos testes da pré-temporada a BMW Sauber viu o seu segundo carro, com o espanhol Pedro de La Rosa, abandonar na 30ª volta.

Vettel mantinha a liderança, seguido de perto por Alonso e Massa, mas sem ser muito ameaçado. A partir da 30ª volta o brasileiro da Ferrari perdeu contato com os dois primeiros colocados, com Alonso passando a pressionar mais Vettel.

Com problemas no escapamento do carro Vettel começou a perder rendimento, com Alonso conseguindo facilmente a ultrapassagem na 34ª volta. Na seguinte foi a vez de Massa superar o alemão, que lento, de uma vitória certa, passou a ter como objetivo terminar a prova, perdendo o menor numero de posições possíveis. Na 38ª volta Hamilton passou Vetell, garantindo um lugar no pódio.

Alonso venceu com tranquilos dezesseis segundos de vantagem sobre Massa. Hamilton foi o 3º. Vettel conseguiu se manter na pista, cruzando em 4º, seguido por Rosberg (Mercedes), que tentou apertar no final mas não teve tempo suficiente para alcançar o alemão.

Retornando a F-1 o alemão Michael Schumacher (Mercedes), cruzou em 6º, a frente do atual campeão, o inglês Jenson Button (McLaren). O australiano Mark Webber (Red Bull) foi o 8º, com o alemão Adrian Sutil (Force India) em 9º e o brasileiro Rubens Barrichello (Williams), completando a nova zona de pontuação.

A Lotus (que com investimento malaio não tem nada a ver com a tradicional equipe fundada por Colin Chapman) conseguiu levar os dois carros ao final, com Kovalainen em 15º e Trulli na 17ª posição.

Alonso lidera o mundial com 25 pontos, seguido por Massa, com 18.

A próxima etapa acontece no dia 28 de março em Melbourne, Austrália.

Em breve a cobertura completa.

Final:

1. Fernando Alonso ESP Ferrari 49 voltas em1:39:20.396      
2. Felipe Massa BRA Ferrari a16.099      
3. Lewis Hamilton GBR McLaren-Mercedes a23.182      
4. Sebastian Vettel ALE Red Bull-Renault a38.713      
5. Nico Rosberg ALE Mercedes a40.263      
6. Michael Schumacher ALE Mercedes 44.180      
7. Jenson Button GBR McLaren-Mercedes a45.260      
8. Mark Webber AUS Red Bull-Renault a46.308      
9. Vitantonio Liuzzi ITA Force India-Mercedes a53.089      
10. Rubens Barrichello BRA Williams-Cosworth a 1:02.400      
11. Robert Kubica POL Renault a 1:09.093      
12. Adrian Sutil ALE Force India-Mercedes a1:22.958      
13. Jaime Alguersuari ESP Toro Rosso-Ferrari a1:32.656      
14. Nico Hulkenberg ALE Williams-Cosworth a 1 volta     
15. Heikki Kovalainen FIN Lotus-Cosworth a 1 volta     
16. Sebastien Buemi SUI Toro Rosso-Ferrari a 3 voltas      
17. Jarno Trulli ITA Lotus-Cosworth a 3 voltas

Abandonos:
                          
Pedro de la Rosa ESP Sauber-Ferrari 30ª volta     
Bruno Senna BRA HRT-Cosworth 18º volta
Timo Glock ALE Virgin-Cosworth 17ª volta     
Vitaly Petrov RUS Renault 14ª volta
Kamui Kobayashi JAP Sauber-Ferrari 12ª volta
Lucas di Grassi BRA Virgin-Cosworth 3ª volta
Karun Chandhok IND HRT-Cosworth 2ª volta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *