F1: Ferrari diz que Montezemolo foi mal interpretado

Escuderia italiana nega as declarações de seu presidente e diz que continuará na Fórmula 1: ‘não há nada disso’

A Ferrari negou as declarações de seu presidente, Luca di Montezemolo. Nesta segunda-feira (7) ele afirmou que a equipe poderia deixar a Fórmula 1 caso não houvesse algumas mudanças. A escuderia deu a entender que as palavras do mandatário foram mal interpretadas.

– As declarações de Montezemolo foram vistas como um tipo de ultimato ou até mesmo uma ameaça de que poderíamos deixar a Fórmula 1. Contudo, nos garantimos que não existe nada disso – afirmou o time em uma coluna de seu site oficial.

Segundo a equipe, Montezemolo fez observações construtivas e não ameaças.

– Ele falou de uma maneira que ajudasse a categoria melhorar. Esse é o relacionamento do presidente de uma companhia que sempre esteve na Fórmula 1 e tem o futuro garantido na principal categoria do automobilismo mundial.

Contudo, a escuderia apoiou as mudanças propostas pelo seu presidente.

– O número de dias para teste precisa ser revisto. Não porque somos apenas a única categoria esportiva onde atletas estão proibídos de treinar, mas também porque as restrições atuais torna impossivel jovens progredirem e ganharem experiência. Eles precisam pilotar na vida real, não só no simulador.

Fonte: LANCEPRESS!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *