F1: FIA atende equipes e confirma motores V6 na F-1 a partir de 2014

A FIA (Federação Internacional de Automobilismo), confirmou nesta quarta-feira que adiará em um ano a inclusão de motores V6 1,6 L na Fórmula 1. Inicialmente esperados para 2013, o adiamento da medida foi escolhido pelas equipes, pilotos e até organizadores de circuitos do calendário.

O limite de giros dos propulsores, no entanto, não foi especificado pela entidade. Em comunicado oficial, a FIA disse que “depois de uma votação feita por fax pelos seus membros, o Conselho Mundial ratificou o regulamento de motores criado recentemente com as principais parceiras da F-1. O novo motor será um V6 turbo de 1,6 L com sistema de recuperação de energia. Essa nova fórmula entra em vigor no início da temporada 2014”.

O limite de giros dos propulsores, no entanto, não foi especificado pela entidade. Em comunicado oficial, a FIA disse que “depois de uma votação feita por fax pelos seus membros, o Conselho Mundial ratificou o regulamento de motores criado recentemente com as principais parceiras da F-1. O novo motor será um V6 turbo de 1,6 L com sistema de recuperação de energia. Essa nova fórmula entra em vigor no início da temporada 2014”.

Marcados para 2013, os novos motores foram adiados em função de críticas de pilotos e equipes. A medida, que defende um sistema menos agressor com a natureza, surgiu com o presidente da entidade, Jean Todt, que defende a manutenção da F-1 em função dos problemas ambientais.

Fonte: GazetaEsportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *