F1: FIA garante manutenção de teto orçamentário de R$ 128 milhões

Após causar polêmica ao acusar um boicote vindo da Associação de Equipes de Fórmula 1 (Fota) nas negociações para a temporada 2010, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) garantiu nesta terça-feira que o teto orçamentário de R$ 128 milhões será aplicado no próximo campeonato – o limite é a principal causa das brigas políticas que tomam conta da categoria.

De acordo com a entidade dirigida por Max Mosley, houve uma reunião para discutir o assunto, mas nenhum acordo foi atingido. E a culpa, provoca a Federação, é das escuderias.

“Conforme havia sido combinado, especialistas financeiros da FIA se encontraram com especialistas financeiros da Fota. Infelizmente, os representantes da Fota anunciaram que não tinha qualquer autorização sobre a regulamentação financeira de 2010. Na verdade, eles não estavam preparados para discutir o assunto”, afirma o comunicado oficial da FIA.

“Como resultado, a reunião não atingiu sua proposta de comparar as regras da FIA com as propostas da Fota e, assim, chegar a um ponto de vista em comum”, segue o documento.

“Na falta de um diálogo apropriado, as propostas da Fota foram discutidas, mas ficou claro que elas não seriam capazes de limitar as despesas de uma equipe que tem recursos para superar seus concorrentes. Outra corrida armamentista financeira seria inevitável. Desta forma, os regulamentos financeiros da FIA permanecem como estão”, encerra a FIA.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *