F1: FIA não aceita protesto da Spyker contra a Super Aguri

A FIA não aceitou o protesto feito pela Spyker contra a Super Aguri. A equipe holandesa acusa a rival japonesa de usar um carro idêntico ao da Honda do ano passado.

 


Os comissários se declararam incapazes de acolher a queixa sobre a suposta clonagem do modelo da equipe do ex-piloto Aguri Suzuki.


Os ótimos resultados conquistados pela Super Aguri no treino para o grid do GP da Austrália, revoltaram ainda mais Colin Kolles, diretor da Spyker, que ameaça ir a justiça. Uma forma de se evitar a ação seria a Super Aguri abrir mão dos pontos que vier a conquistar ou dos direitos de TV.


Os carros da Spyker marcaram os piores tempos na classificação para a largada daorova de abertura da temporada.


A Toro Rosso, também com suspeita de ser uma copia da Red Bull, não teve nenhuma queixa formalizada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *