F1: Fisichella se diz “confiante” e “relaxado” para GP

Giancarlo Fisichella fará em Cingapura sua segunda corrida como piloto da Ferrari. O italiano, que teve desempenho discreto em sua estreia pela equipe, no GP da Itália, admitiu ter ficado nervoso em Monza, mas revelou que se sente mais “confiante” e “relaxado” para a etapa em Marina Bay.

“Estou me sentindo muito mais confiante e relaxado agora”, comentou. “Monza foi um um fim de semana difícil para mim, especialmente porque eu estava animado mas muito nervoso quando entrei no cockpit na sexta-feira.”

“Mas depois de completar uma corrida inteira e gastar ainda mais tempo no simulador e na condução do teste aerodinâmico em Vairano, agora estou muito mais à vontade.”

“Agora, estou ansioso para este fim de semana, porque gosto deste circuito. Além disso, com o maior nível de pressão aerodinâmica que teremos que utilizar aqui, acho que terei mais confiança no carro.”

O substituto de Felipe Massa também comentou que a adaptação ao Kers foi um de seus grandes problemas, mas crê em um bom desempenho neste fim de semana, tendo como objetivo largar entre os dez primeiros e marcar pontos na corrida.

“Foi difícil me adaptar ao Kers, mas espero que seja mais fácil a partir de agora. Estou certo de que ele será útil nesta pista, mas teremos que esperar e ver se temos de distribuir melhor o peso do carro para fazê-lo funcionar bem.”

“A simulação sugere que estaremos bem aqui, embora, naturalmente, tenhamos parado de desenvolver o F60 para nos concentrarmos no carro do próximo ano”, explicou. “Mas, em Valência, Kimi foi muito competitivo. Como teremos um nível parecido de ‘downforce’ aqui, acho que teremos uma boa atuação no domingo.”

“Meu objetivo neste fim de semana é me classificar entre os dez primeiros e, em seguida, marcar pontos na corrida, terminando o mais perto possível de Kimi.”

Por fim, Fisichella disse que, embora tenha contrato com a Ferrari para ser piloto de testes da escuderia em 2010, ainda não sabe o que fará na próxima temporada.

“Tenho um contrato para ser o terceiro piloto da equipe no próximo ano, mas se houver algum outro time interessado em ter a mim como piloto de corridas, discutiremos com a Ferrari se isso será possível.”

“Gostaria de correr, mas não tenho certeza se quero começar de novo com uma nova equipe. Se for uma boa equipe, por que não? Mas vamos esperar. É a Ferrari quem vai decidir”, finalizou.

Fonte: Uol

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *