F1: Fora do calendário há 16 anos, México quer retornar em 2010

Ausente do calendário da Fórmula 1 desde 1992, o México acena com um possível retorno para a temporada 2010. Nesse intuito, o dirigente de corridas do país José Abed conta com a credencial de ser também o vice-presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) para recolocar um circuito mexicano na categoria.

Tradicional, o Grande Prêmio do Mêxico esteve presente na elite do automobilismo por 16 oportunidades (entre 1962 e 1992, com exceção para um intervalo de 1971 a 1985), sempre sendo disputado na Cidade do México, e agora Abed pretende reativar a prova. Entretanto, desta vez não seria a capital do país a responsável por receber as equipes da Fórmula 1: as postulantes por enquantio são Puebla, Cancún e Tijuana.


Para cumprir seu objetivo, o dirigente garante que conta com o apoio do governo federal. ‘Nós somos capazes de receber a corrida. As autoridades estão dispostas a fazer investimentos relevantes. Só temos que ter recursos, já que uma pista custa mais do que US$ 50 milhões (cerca de R$ 80 milhões)’, afirmou ele em entrevista ao portal Sportsya.


Ainda segundo Abed, o contato inicial dos mexicanos com o chefão da categoria Bernie Ecclestone já foi realizada. ‘Teremos que trabalhar duro para ter um circuito apropriado, mas primeiro devemos esperar a decisão de Ecclestone sobre a possibilidade incluir o México no calendário’.


Fonte: GazertaEsportiva.net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *