F1: Fota acata teto orçamentário maior e deve ficar na F-1 até 2012

A briga política entre FIA (Federação Internacional de Automobilismo) e Fota (Associação de Equipes da Fórmula 1) começou no mínimo no fim de abril e ficou muito perto de acabar nesta quarta-feira. Por meio de carta publicada pela agência Reuters, as escuderias concordaram em acatar um teto orçamentário maior que os 45 milhões de euros proposto anteriormente (R$ 129 mi) e devem permanecer na categoria pelo menos até 2012.

O acordo envolvendo as duas entidades, que parecia próximo na semana passada, voltou a ficar complicado na última terça-feira, quando a FIA publicou uma carta em seu site oficial atacando fortemente a Fota e em especial a Ferrari. Agora, a apenas dois dias do prazo final para a confirmação dos inscritos para o Mundial 2010, a situação parece mais contornada, sendo que os times admitem até respeitar uma ‘restrição de recursos’ que deve ser de 100 milhões de euros (R$ 273 mi).

“Em prol dos interesses da Fórmula 1, chegou o momento de procurarmos um compromisso e trazermos uma conclusão urgente para o debate”, informou a entidade, que estão muito próximas de ‘se comprometer com o esporte até o fim de 2012’, respeitando contratos que já haviam sido assinados. Segundo a Reuters, Max Mosley teria aceitado a proposta de aumentar o teto orçamentário, que pelo acordo cairia, porém, para os € 45 propostos anteriormente em 2011. Todos os valores serão controlados por um grupo de contadores à parte.

Abrindo mão de algumas de suas exigiências, a Fota só realizou na prática um pedido à FIA: adiar a data-limite para legalizar a situação das escuderias que foram inscritas na temporada 2010 com restrições – são elas Brawn GP, BMW, McLaren, Renault e Toyota – de 19 de junho para 1º de julho. O maior período de tempo seria necessário para construir um novo Pacto da Concórdia com Mosley e Bernnie Ecclestone, detentor dos direitos comerciais da Fórmula 1.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *