F1: Fota quer abandonar KERS já em 2010

Se depender da Fota (associação de times da Fórmula 1), o Mundial da elite do automobilismo terá a presença do KERS (Sistema de Recuperação de Energia Cinética) por apenas uma temporada, saindo do regulamento para 2010.

Apontado por Max Mosley como uma ‘revolução’ que serviria para aproximar a Fórmula 1 aos carros de rua, o KERS está se saindo como um fracasso, sendo que apenas Ferrari e McLaren utilizaram o aparato na Turquia – anteriormente, BMW e Renault também chegaram a trabalhar nele, mas acabaram desistindo pelo menos por enquanto.

Agora, com o objetivo de poupar recursos para a próxima temporada, a Fota decidiu abandonar a tecnologia que consiste em armazenar a energia gasta nas frenagens para proporcionar mais potência ao veículo nas retas. Na reunião da entidade ocorrida neste domingo na Turquia, apenas a BMW votou a favor da continuidade do aparelho. “Éramos a favor, mas como das outras vezes vamos respeitar a maioria”, disse o diretor esportivo dos alemães, Mario Theissen.

Chefe de equipe da Ferrari, Stefano Domenicali avaliou que se deve diminuir os custos já pensando também nos novos times que entrarão na Fórmula 1. “Investimos muito, mas é difícil para os espectadores entenderem por que alguns carros usam o KERS e outros não”, argumentou.

Apesar da decisão quase unânime da Fota, ainda não é certo que o KERS ficará fora do regulamento da categoria para 2010. Isso acontece porque ainda há uma briga entre as montadoras e a FIA motivada pelo teto orçamentário opcional defendido por Mosley. Caso essa norma seja confirmada para o ano que vem, os times ameaçam encerrar suas atividades e montar um outro campeonato.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *