F1: Hamilton admite que errou na hora decisiva

Vice-líder do Mundial de Pilotos, o inglês Lewis Hamilton estava decepcionado após a definição do grid de largada para o GP da França. Apesar de ele ter feito o terceiro melhor tempo na Super Pole, o piloto da McLaren terá que sair da 13ª posição, uma vez que precisa cumprir punição imposta a ele por ter batido em Kimi Raikkonen na etapa do Canadá, há duas semanas.

“Saio deste treino um pouco desapontado”, comentou o piloto, que disse não ter rendido tudo o que poderia. “Tenho que pedir desculpas à equipe porque não fiz o meu melhor trabalho. Na minha primeira e segunda volta de tentativa, eu cometi o mesmo erro na saída da curva 7. Devo ter perdido uns três décimos. É a vida, estava tentando tirar o máximo do carro”, explicou.


Hamilton marcou neste sábado 1min16s693 contra 1min16s490 de Felipe Massa e 1min16s449 do pole Kimi Raikkonen. E busca se inspirar justamente no finlandês para fazer uma boa prova neste domingo: em 2005, também pela McLaren, Kimi saiu em 13º lugar e chegou na segunda posição depois de fazer excelente estratégia nos boxes.


“Ele mostrou que é possível”, animou-se Hamilton, que preferiu não criticar a punição imposta. “Regras são regras e agora tenho que tentar fazer o meu melhor e aprender com o erro para nunca mais repeti-lo”, discursou.


Fonte: Gazeta Press

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *