F1: Piquet ressalta chance de mudar estratégia na França

O brasileiro Nelsinho Piquet afirmou ter ficado satisfeito ao ficar fora da etapa final dos treinos que definiram a pole position para o Grande Prêmio da França neste sábado. Para ele, que largará na décima posição, a Renault pode surpreender com uma estratégia diferente na corrida deste domingo.

“Se eu entrasse no Q3, não iria fazer muita diferença, pois a equipe não ia colocar uma estratégia igual a do Alonso”, comentou o novato, se referindo ao seu companheiro de equipe que largará em terceiro lugar. “Prefiro largar uma ou duas posições atrás e poder definir minha estratégia a ter que ajustá-la na hora e passar apertado. Isso pode fazer diferença, já que essa pista não permite muitas ultrapassagens”, emendou. Nelsinho faz uso da regra da categoria que determina que os pilotos da superpole não possam mais mexer no nível do combustível encerrada a classificação. O brasileiro falou também a evolução mostrada com relação à sexta-feira.


“Trabalhei bastante esta noite para saber onde estava perdendo. A diferença não era o acerto, mas sim um outro nível de downforce, que o Alonso usou. Na classificação dei um pouco de azar, pois a estratégia de pneus não foi boa. Só vimos no final que o pneu duro rendia melhor que o mole”, explicou.


Piquet ainda observa uma melhora em seu desempenho agora que a categoria começa uma fase de promover corridas em pistas que ele conhece. “Estou dois, três décimos atrás do Alonso e no Canadá essa diferença era de seis décimos. Com pneus moles, a gente ainda fez mais ou menos o mesmo tempo. Isso é ótimo”, comemorou.


Fonte: Gazeta Press

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *