F1: Hamilton pede desculpas a Kimi, mas não admite culpa

Depois de comprometer sua vitória no GP do Canadá ao errar feio e acertar a traseira de Kimi Raikkonen nos boxes, Lewis Hamilton pediu desculpas por acabar com a prova do finlandês. Porém, não teve humildadade suficiente para reconhecer sua culpa na batida – na volta 19, Kimi estava parado no pit lane aguardando a luz verde para voltar à pista, assim como Robert Kubica.

“Não sei o que aconteceu”, desconversou Hamilton, que até que não teve um grande prejuízo com seu erro: ele ainda é o segundo colocado no Mundial de Pilotos, com o mesmo número de pontos de Felipe Massa – porém, vence o brasileiro nos critérios de desempate. “Foi uma infelicidade e eu peço desculpas a Kimi, mas este tipo de coisa acontece”, emendou.


Hamilton descreveu o que estava acontecendo naquele momento. “Vi dois caras em frente a mim (Kubica e Kimi, que disputavam posição) brigando no pit lane e queria ter certeza de que eu não me envolveria, mas eles pararam. Depois, vi a luz vermelha, parei, só que era tarde”, explicou o piloto da McLaren.


Fonte: GazetaEsportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *