F1: Hamilton sobra em treinos livres na Malásia

O inglês Lewis Hamilton, da McLaren, confirmou seu domínio nos primeiros treinos livres para o GP da Malásia e melhorou seu tempo na segunda sessão da madrugada desta sexta-feira. Ele já havia sido o mais rápido na abertura das atividades do circuito de Sepang, no final da noite de quinta-feira.

Em Sepang, Hamilton fez 1:34.175 e repetiu o domínio que teve na sexta-feira passada na Austrália. O piloto da McLaren foi o melhor dos treinos livres em Melbourne, mas largou apenas em 11º. Na corrida, foi um dos personagens principais, mas viu seu companheiro Button vencer a prova e chegou em sexto, reclamando da estratégia da equipe.
A Red Bull de Sebastian Vettel voltou a mostrar bom desempenho e foi a segunda mais rápida do dia, seguida pela surpreendente Mercedes de Nico Rosberg. Jenson Button, e Michael Schumacher vieram logo atrás. Mais preocupada em treinar situações de prova com o tanque cheio, a Ferrari ficou mais atrás e teve Alonso mais rápido do que Massa.
O espanhol foi o sétimo mais rápido na segunda sessão, e terminou em oitavo lugar no geral do dia. Já o brasileiro terminou com o 16º tempo somando as marcas das duas sessões, e foi o melhor representante do país. Barrichello ficou em 17º, enquanto Lucas Di Grassi e Bruno Senna perderam as batalhas internas em suas respectivas equipes.
Na Red Bull, se Vettel foi bem e terminou como o segundo melhor do dia, seu companheiro Mark Webber sentiu o problema de falta de confiabilidade do carro no segundo treino, e acabou estacionando seu carro depois de meia hora, com suspeita de falha no motor. Na Austrália, Vettel teve a vitória nas mãos, mas teve problemas pela segunda vez seguida e abandonou. Mesmo com a nova falha, Webber terminou com o sétimo melhor tempo do dia.
A segunda sessão teve, em geral, tempos mais rápidos do que a primeira devido à opção pelos pneus. Com um composto mais macio, Hamilton cravou o melhor tempo do dia e logo em seguida reclamou no rádio que o equilíbrio do carro não estava ideal. Seu companheiro Button fez essa opção em seguida, mas também reportou instabilidade, e nessas condições Hamilton costuma levar vantagem.
Na Ferrari, em meio aos testes realizados com tanque cheio, Alonso mostrou de novo que está mais rápido do que Massa. Quando isso aconteceu nos treinos da Austrália, o brasileiro reclamou do aquecimento dos pneus, mas desta vez ele disse não ser essa a questão: “Com o tanque cheio, o pneu funcionou bem, então deve ser melhor que na Austrália. A temperatura não deve ser um problema”.
Em parte, esse desempenho inferior ao de Alonso pode ter uma explicação no motor. Massa usou nos treinos da Malásia um propulsor que deu problema em Melbourne, e que fica de reserva para ser utilizado em testes.
Durante a segunda sessão, a pista seca de Sepang não chegou a ter muitos incidentes. A Toro Rosso somou três saídas da pista. Bruno Senna e Adrian Sutil também escaparam. O alemão Michael Schumacher escorregou, mas nada que o impedisse de terminar como o quinto mais rápido, ainda atrás de seu companheiro Rosberg.
Após o término da segunda sessão de treinos livres, começou a chover forte em Sepang, e os funcionários que recolhiam os equipamentos das equipes tiveram que trabalhar molhados. O horário do temporal desta sexta-feira na Malásia coincide exatamente com o da largada de domingo.
CLASSIFICAÇÃO DE SEXTA-FEIRA
1. Lewis Hamilton (McLaren) – 1min34s175
2. Sebastian Vettel (Red Bull) – 1min34s441
3. Nico Rosberg (Mercedes) – 1min34s443
4. Jenson Button (McLaren) – 1min34s538
5. Michael Schumacher (Mercedes) – 1min34s674
6. Robert Kubica (Renault) – 1min35s148
7. Mark Webber (Red Bull) – 1min35s479
8. Fernando Alonso (Ferrari) – 1min35s581
9. Sebastien Buemi (Toro Rosso) – 1min35s660
10. Vitaly Petrov (Renault) – 1min35s872
11. Adrian Sutil (Force India) – 1min35s955
12. Kamui Kobayashi (Sauber) – 1min36s018
13. Vitantonio Liuzzi (Force India) – 1min36s221
14. Pedro de la Rosa (Sauber) – 1min36s325
15. Jaime Alguersuari (Toro Rosso) – 1min36s325
16. Felipe Massa (Ferrari) – 1min36s451
17. Rubens Barrichello (Williams) – 1min36s813
18. Nico Hulkenberg (Williams) – 1min37s415
19. Jarno Trulli (Lotus) – 1min38s454
20. Heikki Kovalainen (Lotus) – 1min38s530
21. Timo Glock (Virgin) – 1min39s061
22. Lucas di Grassi (Virgin) – 1min39s158
23. Karun Chandhok (Hispania) – 1min41s084
24. Bruno Senna (Hispania) – 1min41s481
Fonte: UOL
Foto: © Sutton Images

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *