F1: Heidfeld vibra com aposta de pit stop da BMW

Alemão pára para trocar pneus nas últimas voltas e obtém terceira posição.

Nick Heidfeld celebrou um “ótimo” terceiro lugar no GP da Bélgica e a idéia de pit stop para colocar pneus para chuva, intermediários, nas últimas voltas.


Apesar de ter perdido colocações quando fez a parada, o alemão pôde ser mais veloz que os rivais, pois eles somente tentavam prosseguir na pista, e ganhou posições.


“Foi uma decisão de ‘zero ou herói’. Estava preso atrás de carros na maior parte da corrida e parei pela segunda vez antes de alguns deles, incluindo Vettel e Robert Kubica”, disse.


“Quando começou a garoar, pensei em apostar e continuar. A equipe me chamou novamente, mas foi uma chamada perfeita. Quando saí e eles disseram que faltavam duas voltas, não vi ninguém à minha frente. Eles estavam muito lentos e ultrapassei muitos na última volta.”


Heidfeld afirmou ter corrido risco para chegar ao pódio: “O ultimo carro que ultrapassei indo para a curva dez bloqueou as rodas fortemente. Quase fui para a grama nessas condições molhadas, mas permaneci na pista”.


O alemão, quinto no grid, teve um começo de corrida difícil e revelou que pensou que estivesse acabada. Envolveu-se em uma confusão com Heikki Kovalainen e perdeu posições. Mas valeu a pena ter arriscado fazer pit stop.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *