F1: Hispania confirma Senna até o fim do ano

A Hispania anunciou na manhã desta sexta-feira que Bruno Senna voltará ao cockpit da Hispania a partir do GP da Alemanha, daqui a duas semanas. Senna foi tirado da etapa da Inglaterra para dar lugar ao japonês Sakon Yamamoto, mas, após reunião em Silverstone entre os empresários do piloto e o polêmico chefe da equipe, Collin Kolles, Senna recebeu a garantia de ficar pelo menos até o fim do ano.

Segundo fontes no paddock de Silverstone, Yamamoto pagou US$ 5 milhões (cerca de R$ 8,8 milhões) para correr o GP inglês e, com isso, a equipe sacrificou Bruno por uma corrida, já que passa por dificuldades financeiras desde a sua fundação.

A equipe não confirmou a informação e distribuiu um estranhíssimo comunicado, em que expilcou não explicando a súbita troca de Senna por Yamamoto em Silverstone. Leia abaixo e tente entender…

“Em respeito aos rumores do comprometimento de Bruno Senna com a Hispania Racing, a equipe confirma que ele tem todo o apoio, que permanece um de seus pilotos titulares e que continuará pilotando nas etapas restantes do Mundial de 2010. Hispania decidiu dar uma oportunidade para um de seus pilotos, Sakon Yamamoto, para esta corrida, o GP da Inglaterra. Sakon Yamamoto volta a ação no seu 28º aniversário depois de disputar a sessão de treino livre do GP da Turquia”, são os dizeres da nota.

Fonte: LANCEPRESS!   

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *