F1: Honda nega prazo para venda da equipe

Em busca de um comprador da estrutura deixada pela Honda na Fórmula 1, a empresa nipônica nega que tenha um prazo para que o negócio seja efetuado e, consequentemente, a equipe se alinhe no grid do GP da Austrália, prova inaugural da temporada 2009. A imprensa européia especulou nas últimas semanas que a data-limite era em 31 de janeiro.

“Não estamos muito preocupados com as especulações sobre prazos ou datas-limite”, declarou uma porta-voz do time à Reuters. “O trabalho no nosso carro está indo bem. Estamos otimistas, mas é possível que durante algum tempo não possamos comentar mais nada”, afirmou.

Recentemente, o chefe-executivo da equipe, Nick Fry declarou que havia “uma dúzia de interessados” na compra do time, mas os boatos cessaram nos últimos meses e nenhum acordo ainda foi anunciado. Já o chefe do time, Ross Brawn deixou claro que os engenheiros precisariam de pelo menos seis semanas para integrar o novo carro ao novo motor. O campeonato começa em 29 de março.

Atual vice-campeão da GP2, Bruno Senna apega-se à compra da Honda para ter uma chance de ser titular da Fórmula 1 já em 2009. Caso não consiga, ele fará mais um ano na “categoria escola”.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *