F1: Honda ‘se Barrichello for rápido, fica, se não for, sai’

A Honda mostrou que não tem pressa para definir a permanência de Rubens Barrichello para a próxima temporada da Fórmula 1. A equipe japonesa definiu um critério simples para tomar essa decisão nos próximos meses.

“Se ele (Barrichello) for rápido, fica para o próximo ano. Se não for, ele não fica. É simples assim”, afirmou Nick Fry, diretor geral da Honda.


Barrichello entrou para a história da F-1 ao celebrar, no GP da Turquia do último domingo, seu 257º Grande Prêmio disputado na categoria, superando a marca que antes pertencia ao italiano Riccardo Patrese.


O brasileiro afirmou que gostaria de chegar a 300 GPs na carreira, o que significaria permanecer em atividade na temporada 2009 e 2010. O piloto, porém, terá que esperar um pouco para saber se seu sonho será concretizado.


“Isso não é uma prioridade no momento. Como trabalhamos com ele há dois anos e meio, e já renovamos seu contrato uma vez, sei que isso pode ser resolvido muito facilmente. Não haverá negociações prolongadas sobre isso”, explicou Fry.


Fonte: Terra


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *