F1: Jean Todt sai em defesa de Hamilton e Schumacher

Jean Todt, presidente da FIA (Federação Internacional de Automobilismo), falou, em entrevista coletiva na Espanha, sobre o momento que Lewis Hamilton, da McLaren, e Michael Schumacher, da Mercedes, estão passando.

Para o dirigente, Hamilton tem sido muito mais perseguido do que os outros pilotos, porém erra na mesma proporção. “Hamilton tem uma imagem mais criticada que os outros por causa da convivência com Alonso, mas não estava sozinho no pit lane (durante o GP da China). Vettel estava lá, nas mesmas condições. Não se pode condená-lo a um erro maior que os outros”, disse.
Já quando o assunto foi Schumacher, Todt exaltou o amor do alemão em pilotar e afirmou que possui um carro inferior à outras equipes. “Como amigo, prefiro vê-lo ao volante de um carro do que em uma moto. Seu retorno mostra que sua paixão pelas corridas continua, além de ter despertado o interesse e motivado muitos espectadores. Ele e Rosberg possuem carros bons, mas três outras equipes estão melhores”, afirmou Todt.
O francês disse também que Schumacher só poderá ser bem avaliado perto do fim da temporada. “Não se esqueça que ele voltou de um longo período de inatividade. Quando nos aproximarmos do fim da temporada, vamos saber se a performance de Schumacher foi a mesma de antes. Temos de esperar. Mesmo um grande campeão precisa de um bom carro para ser competitivo”, completou.
Felipe Massa e Fernando Alonso não ficaram de fora do assunto e foram elogiados pelo presidente da FIA. “Liderei a Ferrari por 16 anos e, apesar dos contatos com Alonso, nunca chegamos a concretizar nada. Agora, quero desejar sucesso a eles. Alonso tem a capacidade e os recursos para ser campeão, e a Ferrari tem muitas chances com ele e Massa”, afirmou.
O dirigente contou seus planos para o futuro da Fórmula 1, ressaltando a importância dos patrocinadores. “Meu empenho, agora, é de trazer os patrocinadores de volta, reduzir os custos e aumentar o espetáculo. seguramente existirá um novo motor para melhorar a possibilidade de ultrapassagens na pista”, finalizou.
Fonte: Lancepress!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *