F1: JJ Lehto é considerado culpado por morte de amigo

Ex-piloto da Benetton e Sauber foi considerado culpado e condenado a dois anos e quatro meses de prisão na Finlândia

O ex-piloto de Fórmula 1 e Indy, JJ Lehto, foi condenado ontem a dois anos e quatro meses de prisão, após ter sido considerado culpado pela morte de um amigo, ocorrida na Finlândia em julho de 2010.

O Finlandês conduzia um barco durante a noite e colidiu sua embarcação contra uma coluna de sustentação de uma ponte. Com o impacto, Lehto e seu amigo, que estava junto do piloto na embarcação, foram arremessados do barco, o que causou a morte de seu amigo. JJ sofreu escoriações na cabeça e fraturas em algumas costelas.

Após o acidente, o ex-piloto das equipes Benetton e Sauber da Fórmula 1 e Hogan da Fórmula Indy, foi flagrado pelo bafômetro, o que complicou sua situação. Lehto também foi autuado por conduzir seu barco a uma velocidade de 40 nós (cerca de 74km/h), muito acima da permitida para o local, que é de cinco nós.

JJ Lehto estreou na Fórmula 1 em 1989 pela estreante Onyx, onde ficou até a falência da equipe em 1990. No ano seguinte se transferiu para a Dallara, equipe pela qual conseguiu seu único pódio na categoria, o terceiro lugar no GP de San Marino, atrás das McLaren de Ayrton Senna e Gerhard Berger.

Lehto também correu pela Sauber, em 1993 e pela Benetton em 1994, seu último ano na Fórmula 1.

Fonte: LANCEPRESS!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *