F1: Jornais ‘colocam’ Raikkonen na Ferrari

Para a pré-temporada mais movimentada dos últimos anos, um desfecho explosivo. Nesta quinta-feira, último dia de testes coletivos da Fórmula 1 para o campeonato que começa no dia 12, a pista de Valência, na Espanha, amanheceu sob o impacto da contratação de Kimi Raikkonen pela Ferrari.

A história foi publicada simultaneamente por três jornais finlandeses, por um diário alemão e encontrou reforço em uma entrevista do ex-piloto Adrian Campos, empresário de Fernando Alonso, à rádio espanhola “Cadena SER”.

“Kimi não será companheiro de Fernando na McLaren no ano que vem. Disso eu tenho certeza absoluta”, afirmou Campos à emissora. Em dezembro, a McLaren, time de Raikkonen desde 2002, anunciou que contará com o campeão a partir de 2007.

Os finlandeses “IS Urheilu”, “IS Veikkaaja” e “Ilta Sanomat” e o alemão “Express”, de Colônia, citaram uma mesma fonte, um engenheiro ferrarista que não quis se identificar. Segundo as quatro publicações, o acerto já foi feito, e a Ferrari só não fez o anúncio oficial para não atrapalhar seu desempenho no início do Mundial.

Segundo o suposto informante, a escuderia italiana não quer repetir o que considera erro da McLaren ao anunciar Alonso com tanta antecedência. Na avaliação dos italianos, isso tiraria a concentração dos pilotos -os atuais e o futuro- ao longo do ano.

Vice-campeão em 2003 e 2005, Raikkonen, 26, falou ao “Ilta Sanomat”. E não se esforçou para negar a notícia. “Ainda não sou piloto da Ferrari. E o que Michael Schumacher fizer não vai mudar a minha vida”, declarou.

Aos 37 anos e com sete títulos mundiais nas costas, Schumacher deve anunciar até a metade do Mundial se continua na Fórmula 1 ou se pára. A contratação de Raikkonen seria um indício de chances maiores para a segunda opção.

A primeira alternativa é desastrosa para Felipe Massa, cujo contrato com a escuderia termina em 31 de dezembro. E não está completamente descartada, segundo Willi Webber, empresário do alemão. “Não haveria problemas. Michael sempre derrotou seus companheiros”, afirmou.

Fonte: Folhapress

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *