F1: Kimi Räikkönen vence fácil o GP da Espanha

O finlândes Kimi Räikkönen, da Ferrari, vence neste domingo (27/04), o GP da Espanha, em Barcelona, quarta etapa da temporada. O brasileiro Felipe Massa completou a dobradinha ferrarista. O inglês Lewis Hamilton, da McLaren, completou o pódio.

Na largada o pole-position Raikkonen manteve a ponta, com Massa superando o espanhol Fernando Alonso, da Renault, indo para a segunda posição. Na primeira curva Hamilton ultrapassou o polonês Robert Kubica, da BMW Sauber, assumindo a quarta posição.


Na primeira volta o alemão Adrian Sutil, da Force India, foi para cima do escocês David Coulthard, da Red Bull. Com a batida entre os dois carros Sutil rodou sendo acertado pelo compatriota Sébastian Vettel, da Toro Rosso. O safety-car foi acionado por duas voltas.


Na 5º volta Nelsinho Piquet, que vinha na 10º posição, rodou caindo para a 18º posição.  Pouco depois Piquet e o francês Sébastien Bourdais, da Toro Rosso se tocaram com o brasileiro abandonando na hora e o tetra-campeão da ChampCar desistindo nos pits. Na 9º volta o inglês Anthony Davidson, da Super-Aguri, parou nos boxes com o carro sendo levado para a garagem.


Na 16º volta começaram as paradas nos boxes, com Alonso sendo o primeiro dos lideres, com Massa parando na 19º e Raikkonen na seguinte.


Na liderança da corrida, o finlandês Heikki Kovalainen, da McLaren, saiu da pista, na 22º volta, depois que o pneu dianteiro esquerdo furou. O carro foi direto para a barreira de pneus, com os comissários retirando o carro alguns minutos depois. O piloto foi retirado do McLaren, sendo colocado na maca. As imagens mostraram o piloto bem, acenando para o público. Heikki foi levado para o centro médico e posteriormente, de helicóptero, para um hospital. A FIA informou que o piloto não sofreu nenhum ferimento grave.


O safety-car voltou à pista com o alemão Nick Heidfeld, da BMW Sauber, que era líder, entrando nos boxes, com os pits fechados. Com os boxes abertos o brasileiro Rubens, da Honda, e o italiano Giancarlo Fisichella, da Forse India, se estranharam na saída de seus pits. O piloto da Honda, que completou nesta prova 256 GPs empatando com o italiano Riccardo Patrese, quebrou o bico do carro, tendo que retornar aos boxes para trocar a peça.


Na 33º volta Heidfeld recebeu um stop and go, por ter parado com os pits fechados, caindo da 5º para a 15º posição. Barrichello parou novamente nos boxes, abandonando. Pouco depois o motor do Renault de Alonso estourou para decepção do publico que lotava o autódromo de Montmeló.


Com 40 voltas disputadas Raikkonen liderava com 3s6 de vantagem sobre Massa. Hamilton vinha em 3º, seguido por Kubica e o australiano Mark Webber, da Red Bull. Na volta seguinte o alemão Nico Rosberg, daWilliams, abandonou com problemas no motor Toyota. Massa fez o seu segundo pit na 46º volta, com Raikkonen parando na volta seguinte.


Na 53º volta o alemão Timo Glock se afobou na disputa de posição com Coulthard, tocando na traseira do Red Bull, quebrandoa asa dianteira. O campeão da GP2 Series em 20007 parou nos boxes, para trocar o bico. Couthard, com um furo no pneu se manteve na pista.


Raikkonen venceu com tranqüilidade, com Massa em 2º e Hamilton fechando o pódio. Kubica terminou em 4º, seguido por Mark Webber. O inglês Jenson Button, em 6º, deu a Honda os três primeiros pontos na temporada. O japonês Kazuki Nakajima, da Williams, terminou em 7º, com o italiano Jarno Trulli, da Toyota, fechou a zona de pontuação, na 8º posição.


A quinta etapa acontece no dia 11 de maio, em Istambul, na Turquia.


Final:


1. Kimi Raikkonen FIN Ferrari 66 voltas em 1h38m19.051
2. Felipe Massa BRA Ferrari a 3.228
3. Lewis Hamilton GBR McLaren-Mercedes a 4.187
4. Robert Kubica POL BMW Sauber a 5.694
5. Mark Webber AUS Red Bull-Renault a 35.938
6. Jenson Button GBRHonda a 53.010
7. Kazuki Nakajima JAP Williams-Toyota a 58.244
8. Jarno Trulli ITA Toyota a 59.435
9. Nick Heidfeld ALE BMW Sauber a 1m03.073
10. Giancarlo Fisichella ITA Force India-Ferrari a 1 volta  
11. Timo Glock ALE Toyota a 1 volta
12. David Coulthard GBR Red Bull-Renault a 1 volta
13. Takuma Sato JAP Super Aguri-Honda a 1 volta


Abandonos:
 
Nico Rosberg ALE Williams-Toyota 41 voltas
Fernando Alonso ESP Renault 34 voltas  
Rubens Barrichello BRA Honda 34 voltas
Heikki Kovalainen FIN McLaren-Mercedes 21 voltas
Anthony Davidson GBR Super Aguri-Honda 8 voltas 
Sebastien Bourdais FRA Toro Rosso-Ferrari 7 voltas
Nelson Piquet BRA Renault 6 voltas
Adrian Sutil ALE Force India-Ferrari 0 voltas
Sebastian Vettel ALE Toro Rosso-Ferrari 0 voltas


Volta mais rápida:


Kimi Raikkonen FIN Ferrari 46 1:21.670

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *