F1: Kimi Raikkonen vence GP dos EUA

O finlandês Kimi Raikkonen (Ferrari) venceu neste domingo (21/10) o GP dos EUA, no Circuito das Américas, em Austin, no Texas, 18ª etapa da temporada. Foi a primeira vitória de Raikkonen no ano e 21ª na categoria. O holandês Max Verstappen (Red Bull) e o britânico Lewis Hamilton (Mercedes) completaram o pódio.

Com uma estratégia perfeita Raikkonen alinhou com pneus ultramacios, superando o pole-position Hamilton na largada.

O alemão Sebastian Vettel (Ferrari) tentou superar o australiano Daniel Ricciardo (Red Bull) na reta oposta, mas na freada para a curva seguinte Vettel errou e acertou Ricciardo. O alemão rodou, voltando a prova nas últimas posições.

F1: Kimi Raikkonen vence GP dos EUA

Na oitava volta Ricciardo, com problemas mecânicos, parou o carro ao lado da pista. Provocando o Safety-Car Virtual, para a retirada do carro.

Hamilton aproveitou o SCV e foi para os boxes, trocar os pneus supermacios pelos macios. Voltando em terceiro, atrás de Raikkonen e Bottas. Pouco depois Bottas deixou o parceiro de equipe passar.

F1: Kimi Raikkonen vence GP dos EUA

Muito mais rápido Hamilton rapidamente colou na traseira da Ferrari de Raikkonen. O finlandês resistiu por três voltas, quando entrou nos boxes, na 21ª volta. Colocando os pneus macios.

Hamilton assumiu a ponta, com 17s de vantagem sobre Raikkonen. Vettel era terceiro, seguido por Verstappen e Bottas. Na 26ª volta Vettel entrou nos boxes.

Nas voltas seguintes Hamilton manteve a vantagem sobre Raikkonen. Até começar a ter problemas de desgaste com os pneus traseiros, permitindo a aproximação de Raikkonen. Na 37ª volta Hamilton entrou nos boxes, para um novo jogo de pneus macios.

Raikkonen reassumiu a ponta, seguido por Verstappen, Bottas, Hamilton e Vettel. Na 39ª volta Hamilton superou Bottas.

Faltando dez voltas para o final Raikkonen tinha 1s6 de vantagem sobre Verstappen (que havia alinhado na 18ª posição), e 2s8 sobre Hamilton.

Nas volta finais, com os três primeiros separados por menos de dois segundos, Raikkonen resistia aos ataques de Verstappen, que tinha Hamilton logo atrás.

Com Vettel em quinto, Hamilton garantia o título antecipado com o segundo lugar. O britânico foi para cima de Verstappen na antepenúltima volta, com os dois protagonizando um lindo duelo pela posição. Verstappen conseguiu manter a segunda posição, com a disputa permitindo Raikkonen abriu uma pequena vantagem.

F1: Kimi Raikkonen vence GP dos EUA

Vettel foi para cima de Bottas, que errou, permitindo a ultrapassagem do piloto da Ferrari.

Raikkonen venceu (a sua primeira vitória desde o GP da Austrália de 2013), com 1s8 de vantagem sobre Verstappen. Hamilton fechou o pódio.

“O mais importante foi fazer a parada no momento certo, apenas uma parada. O equilíbrio do carro estava bom, e foi muito legal ter uma boa batalha, uma boa briga, que é o que todo mundo quer ver”, disse Raikkonen.

Raikkonen se tornou o finlandês com mais vitórias na F-1, superando o bicampeão Mike Hakkinen.

F1: Kimi Raikkonen vence GP dos EUA

Vettel foi o quarto, seguido por Bottas e o compatriota Nico Hulkenberg (Renault), o espanhol Carlos Sainz Jr. (Renault), o francês Esteban Ocon (Force India), o dinamarquês Kevin Magnussen (Haas) e o mexicano Sergio Pérez (Force India) fecharam a zona de pontos.

Entre os abandonos, Fernando Alonso (McLaren) levou uma batida do canadense Lance Stroll (Williams) logo nas primeiras curvas. Stroll levou um drive-trough O francês Romain Grosjean (Haas) também abandonou nas primeiras curvas, depois de um toque com o monegasco Charles Leclerc (Sauber). Leclerc continuou, também abandonou na metade da prova, com problemas advindos da batida.

Hamilton fez a melhor volta da prova: 1m37s392 na volta 40.

Hamilton lidera com 346 pontos, seguido por Vettel com 276. Restando três provas para o final, são apenas 75 pontos em jogo.

A próxima etapa, o GP do México, acontece no dia 28 de outubro.

Ocon e Magnussen desclassificados:

Após a prova os carros de Ocon e Magnussen foram desclassificados, por violações ao regulamento.

F1: Kimi Raikkonen vence GP dos EUA

No caso da Ocon, os comissários, tendo verificado os dados de telemetria, descobriram que seu carro havia ultrapassado o limite de fluxo de massa de combustível de 100 kg / h na volta de abertura da corrida. Magnussen, entretanto, foi constatado que seu carro utilizou mais do que o máximo de 105 kg de combustível permitido durante a corrida.

Com as desclassificações Hartley passou para a nona posição, seguido por Ericsson.

Final:

1 – Kimi Raikkonen (Ferrari) – 56 voltas
2 – Max Verstappen (Red Bull-Renault) – 1″281
3 – Lewis Hamilton (Mercedes) – 2″342
4 – Sebastian Vettel (Ferrari) – 18″222
5 – Valtteri Bottas (Mercedes) – 24″744
6 – Nico Hulkenberg (Renault) – 1’27″210
7 – Carlos Sainz (Renault) – 1’34″994
8 – Sergio Perez (RP Force India-Mercedes) – 1’41″080
9 – Brendon Hartley (Toro Rosso-Honda) – 1 volta
10 – Marcus Ericsson (Sauber-Ferrari) – 1 volta
11 – Stoffel Vandoorne (McLaren-Renault) – 1 volta
12 – Pierre Gasly (Toro Rosso-Honda) – 1 volta
13 – Sergey Sirotkin (Williams-Mercedes) – 1 volta
14 – Lance Stroll (Williams-Mercedes) – 2 voltas

Abandonos:
Charles Leclerc (Sauber-Ferrari) – 31 voltas
Daniel Ricciardo (Red Bull-Renault) – 8 voltas
Romain Grosjean (Haas-Ferrari) – 1 volta
Fernando Alonso (McLaren-Renault) – 1 volta

Desclassificados:
Esteban Ocon (RP Force India-Mercedes)
Kevin Magnussen (Haas-Ferrari)

Campeonato, pilotos:

1.Hamilton 346; 2.Vettel 276; 3.Raikkonen 221; 4.Bottas 217; 5.Verstappen 191; 6.Ricciardo 146; 7.Hulkenberg 61; 8.Perez 57; 9.Magnussen 53; 10.Alonso 50; 11.Ocon 49; 12.Sainz 45; 13.Grosjean 31; 14.Gasly 28; 15.Leclerc 21; 16.Vandoorne 8; 17.Ericsson 7; 18.Stroll 6; 19.Hartley 4; 20.Sirotkin 1.

Campeonato, construtores:

1.Mercedes 563; 2.Ferrari 497; 3.Red Bull-Renault 337; 4.Renault 106; 5.Haas-Ferrari 84; 6.McLaren-Renault 58; 7.RP Force India-Mercedes 47; 8.Toro Rosso-Honda 32; 9.Sauber-Ferrari 28; 10.Williams-Mercedes 7.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *