Stock Car: Rubens Barrichello e Átila Abreu vencem em Londrina

Rubens Barrichello (Full Time Sports) e Átila Abreu (Shell V-Power) foram os vencedores da décima etapa da temporada, disputada no Autódromo internacional Ayrton Senna, em Londrina, no Paraná.

Prova 1:

Barrichello venceu a primeira prova. Foi a sua segunda vitória no ano. Júlio Campos (Prati Donaduzzi) e Ricardo Zonta (Shell V-Power) completaram o pódio.

Pole-position Felipe Fraga (Cimed Chevrolet Racing) manteve a ponta na largada, seguido por Marcos Gomes, seu parceiro de equipe, e Barrichello.

As três posições se mantiveram até a parada nos boxes. Fraga teve problemas na na fixação da roda traseira direita, e caiu para a décima posição. Gomes tabém perdeu tempo, voltando e oitavo.

Barrichello fez uma parada perfeita, e com o fim das paradas, assumiu a ponta. Para vencer com tranquilidade. Campos superou Zonta na volta final, pelo segundo lugar.

“Está sendo um fim de semana maravilhoso. É quase como se eu tivesse uma segunda chance, pois quase fiquei fora do Q1 ontem e consegui dar a volta por cima. Estava economizando equipamento quando me vi em primeiro depois da parada”, comentou o vencedor.

Líder do campeonato Daniel Serra (Eurofarma RC) foi o quarto, seguido pelo parceiro de equipe Max Wilson e Abreu.

Thiago Camilo (Ipiranga Racing), Gomes, Diego Nunes (Full Time) e Fraga fecharam os dez primeiros. Com os dez primeiros invertidos para a segunda prova, Fraga alinhou novamente em primeiro.

Final:
1. 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) – 32 voltas em 41:31.931
2. 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) – a 2.638
3. 10 Ricardo Zonta (Shell V-Power) – a 3.094
4. 29 Daniel Serra (Eurofarma RC) – a 3.469
5. 65 Max Wilson (Eurofarma RC) – a 5.231
6. 51 Átila Abreu (Shell V-Power) – a 5.786
7. 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing) – a 7.220
8. 80 Marcos Gomes (Cimed Chevrolet Racing Team) – a 7.290
9. 70 Diego Nunes (Full Time Bassani) – a 7.728
10. 88 Felipe Fraga (Cimed Chevrolet Racing) – a 9.455
11. 5 Denis Navarro (Cavaleiro Sports) – a 10.257
12. 30 Cesar Ramos (Blau Motorsport) – a 11.091
13. 1 Antonio Pizzonia (Prati-Donaduzzi Racing) – a 12.419
14. 9 Guga Lima (Vogel Motorsport) – a 22.871
15. 44 Bruno Baptista (Hero Motorsport) – a 44.160
16. 3 Bia Figueiredo (Ipiranga Racing) – a 1 volta
17. 33 Nelsinho Piquet (Full Time Bassani) – a 1 volta
18. 77 Valdeno Brito (Eisenbahn Racing Team) – a 1 volta
19. 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) – a 2 voltas
20. 344 Esteban Guerrieri (Hero Motorsport) – a 8 voltas
21. 0 Cacá Bueno (Cimed Chevrolet Racing) – a 8 voltas
NÃO COMPLETARAM
22. 110 Felipe Lapenna (Cavaleiro Contuflex) – a 14 voltas
23. 90 Ricardo Maurício (Full Time Sports) – a 14 voltas
24. 12 Lucas Foresti (Cimed Chevrolet Racing Team) – a 17 voltas
25. 83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport) – a 18 voltas
26. 24 Kelvin Van Der Linde (Blau Motorsport) – a 23 voltas
EXCLUÍDOS*
27. 8 Rafael Suzuki (Bardahl Hot Car)
28. 20 Ricardo Sperafico (Bardahl Hot Car)
29. 28 Galid Osman (Cavaleiro Sports)
MELHOR VOLTA: Rubens Barrichello, 1:11.757 (153,2 km/h)
*Excluídos por executar procedimento obrigatório de pit stop fora da janela

Prova 2:

Abreu venceu a segunda prova. Foi a sua terceira vitória no ano. Serra e Ricardo Mauricio (Full Time Sports) completaram o pódio.

Fraga manteve a ponta na largada, seguido por Gomes. Pouco depois Gomes começou a perder rendimento, e abandonou.

Fraga liderou até a abertura da janela de pits, na volta 16. E novamente teve problemas na roda traseira direita.

Abreu assumiu a ponta, e podendo usar o botão de ultrapassagem (após ter problemas de ativação do dispositivo na primeira prova, para abrir vantagem) sustentou a ponta até o final.

Nas voltas finais Fraga foi superado por Serra e depois Maurício (que conquistou o seu primeiro pódio no ano).

Substituindo Lucas di Grassi nesta etapa o argentino Esteban Guerrieri (Hero) terminou em quinto, seguido por Thiago Camilo (Ipiranga Racing).

Cacá Bueno (Cimed Chevrolet), Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team), Gabriel Casagrande (Vogel) e Barrichello, completaram os dez primeiros.

Serra lidera o campeonato com 270 pontos, seguido por Fraga com 236.

A próxima etapa acontece em Goiânia, no dia 04 de novembro.

Final:

1. 51 Átila Abreu (Shell V-Power) – 33 voltas em 41:52.099
2. 29 Daniel Serra (Eurofarma RC) – a 1.160
3. 90 Ricardo Maurício (Full Time Sports) – a 4.160
4. 88 Felipe Fraga (Cimed Chevrolet Racing) – a 4.522
5. 344 Esteban Guerrieri (Hero Motorsport) – a 8.455
6. 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing) – a 12.219
7. 0 Cacá Bueno (Cimed Chevrolet Racing) – a 14.234
8. 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) – a 15.543
9. 83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport) – a 15.785
10. 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) – a 24.676
11. 3 Bia Figueiredo (Ipiranga Racing) – a 28.419
12. 77 Valdeno Brito (Eisenbahn Racing Team) – a 29.075
13. 70 Diego Nunes (Full Time Bassani) – a 30.420
14. 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) – a 31.220
15. 65 Max Wilson (Eurofarma RC) – a 33.113
16. 44 Bruno Baptista (Hero Motorsport) – a 35.943
17. 20 Ricardo Sperafico (Bardahl Hot Car) – a 41.050
18. 9 Guga Lima (Vogel Motorsport) – a 42.417
19. 24 Kelvin Van Der Linde (Blau Motorsport) – a 5 voltas
20. 12 Lucas Foresti (Cimed Chevrolet Racing Team) – a 6 voltas
21. 110 Felipe Lapenna (Cavaleiro Contuflex) – a 9 voltas
NÃO TERMINARAM
22. 1 Antonio Pizzonia (Prati-Donaduzzi Racing) – a 14 voltas
23. 33 Nelson Piquet Jr (Full Time Bassani) – a 20 voltas
24. 28 Galid Osman (Cavaleiro Sports) – a 20 voltas
25. 8 Rafael Suzuki (Bardahl Hot Car) – a 23 voltas
26. 80 Marcos Gomes (Cimed Chevrolet Racing Team) – a 24 voltas
27. 30 Cesar Ramos (Blau Motorsport) – a 28 voltas
28. 10 Ricardo Zonta (Shell V-Power) – a 31 voltas
29. 5 Denis Navarro (Cavaleiro Sports) – não largou
MELHOR VOLTA: Diego Nunes, 1:11.665 (153,4 km/h)

Classificação do Campeonato:
1. Daniel Serra – 270 pontos
2. Felipe Fraga – 236
3. Rubens Barrichello – 194
4. Julio Campos – 183
5. Max Wilson – 176
6. Átila Abreu – 176
7. Marcos Gomes – 172
8. Cacá Bueno – 169
9. Ricardo Zonta – 144
10. Thiago Camilo – 127
11. Lucas di Grassi – 115
12. Gabriel Casagrande – 82
13. Cesar Ramos – 65
14. Allam Khodair – 54
15. Ricardo Maurício – 53
16. Rafael Suzuki – 52
17. Lucas Foresti – 47
18. Felipe Lapenna – 37
19. Vitor Genz – 36
20. Nelson Piquet Jr – 31
21. Diego Nunes – 28
22. Denis Navarro – 23
23. Antonio Pizzonia – 22
24. Bia Figueiredo – 19
25. Guga Lima – 16
26. Esteban Guerrieri – 13
27. Sérgio Jimenez – 10
28. Bruno Baptista – 10
29. Valdeno Brito – 10
30. Tuka Rocha – 7
31. Agustín Canapino – 5
32. Guilherme Salas – 4
33. Galid Osman – 3
34. Ricardo Sperafico – 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *