F1: Kovalainen ignora assédio e foca em boa temporada pela Caterham

O bom desempenho em uma equipe do escalão inferior da Fórmula 1 destacou Heikki Kovalainen entre os pilotos da categoria. Há dois anos e meio na Caterham, o ex-piloto de Renault e McLaren ignora o assédio de equipes como Sauber e Ferrari e mantém o foco em continuar correndo bem na atual temporada. Apesar do pouco interesse em resolver o seu destino em 2013, o finlandês assume que deve assinar acordo com uma equipe maior para o próximo ano.

“Quero manter minhas performances no nível mais alto possível e tirar o máximo do carro e da equipe. Isso me colocaria em uma melhor posição se a Caterham tiver outros planos para o futuro. Tentarei mostrar a todos, inclusive meu time, que tenho o que é necessário para fazer o trabalho”, garante, em entrevista à revista inglesa Autosport.

Mesmo sem pontuar há 50 corridas – a última vez que esteve entre dez primeiros foi em Cingapura, em 2009 -, Kovalainen foi eleito o nono melhor piloto de 2011 em eleição realizada entre os chefes de equipe.

“Não falei a sério com ninguém, os chefes de equipe me colocaram em nono lugar no seu top 10, o que mostra que eles estão prestando atenção”, acredita.

Assediado por equipes maiores, Kovalainen confessa que ainda não conversou ouviu a Caterham para uma iminente proposta de renovação. Para o finlandês, a equipe precisa convencê-lo que brigará por algo a mais na próxima temporada caso queira mantê-lo em sua dupla de pilotos.

“Em algum momento iremos sentar e ver quais são os planos, como as coisas estão parecendo e qual o nível de interesse deles. Eles podem ter outros planos, eu não sei. No geral, estou feliz com os momentos que tive aqui. Uma das razões pela qual estou tirando tudo de mim e do carro pode ser atribuída à boa relação que tenho com o time. O que acontecerá no futuro, eu não sei”, conclui.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *