F1: Kovalainen será o oitavo finlandês na F-1

O finlandês Heikki Kovalainen foi confirmado como o substituto do espanhol Fernando Alonso na Renault para a temporada 2007. Ele será o oitavo finlandês a correr na F-1. Veja quais foram os outros.

 


Leo Kinnunen, campeão da Interserie, foi o primeiro finlandês inscrito em um GP de F-1. No GP da Bélgica de 1974 com um Surtees, inscrito pelo Team AWW-Finland Racing. Ele não se classificou para a largada. Foram mais cinco tentativas depois na temporada, com Kinnunen conseguindo tempo para largar apenas na Suécia, na 25º posição.


 


Mikko Kozarowitzky com um March da equipe RAM, tentou se classificar em duas oportunidades em 1977, na Suécia e na Inglaterra, falhando em ambas. Na pré-classificação para o GP inglês ele bateu fortemente destruindo o carro. Em 1978 esteve envolvido no fracassado projeto do Tiga F1.


 


Em 1978 Keke Rosberg estreou na categoria, no GP da África do Sul, pela Theodore, conseguindo uma vitória histórica na Corrida dos Campeões daquele ano. Depois de passar no ano seguinte pela Wolf, foram duas temporadas na Fittipaldi. Em 1982 foi contratado pela Williams, se sagrando campeão mundial. Ficou na Williams até 1985, encerrando a carreira na McLaren no ano seguinte. Rosberg venceu 5 GPs na F-1.


 


Depois de três temporadas sem representantes J.J.Lehto estreou no GP da Espanha de 1989, pela Onix. Disputou a temporada seguinte pela equipe, ficando depois dois anos na BMS-Scuderia Itália.  Em 1993 correu pela Sauber tendo a grande chance de sua carreira ao ser contratado pela Benetton para 1994. Mas um acidente na pré-temporada, em Silverstone, em que fraturou uma vértebra, o fez perder diversos GPs. No final do ano deixou a F-1. Seu melhor resultado foi um 3º lugar em San Marino, 1991.


 


A Lotus contratou em 1991 Mika Hakkinen, que ficou dois anos na equipe. Em 1993 foi contratado com piloto de testes da McLaren, tornando-se titular no final, substituindo o norte-americano Michael Andretti. Com a saída de Ayrton Senna, para a Williams, virou primeiro piloto em 1994.


 


Com a supremacia da McLaren no final da década de noventa, foi bi-campeão mundial de F-1, em 1998 e 1999. Aposentou-se em 2001, com vinte vitórias na carreira.


 


O grande rival de Hakkinen nos tempos da F-3 inglesa não teve uma carreira tão brilhante na F-1. Mika Salo estreou na categoria no GP do Japão de 1994 pela Lotus, passando depois três temporadas na Tyrrell. Correu 1998 pela Arrows, e no final do ano estava sem equipe na F-1.


 


Acabou disputando nove etapas do mundial de 1999, como substituto de dois pilotos acidentados. Primeiro do brasileiro Ricardo Zonta, na BAR, e depois em seis oportunidades, o alemão Michael Schumacher, da Ferrari. Pela equipe italiana foi 2º no GP a Alemanha. Em 2000 foi piloto da Sauber, terminando sua carreira na F-1 em 2002, pela Toyota.


 


Kimi Raikkonen chegou na F-1 em 2001, de forma meteórica, depois de disputar poucas corridas nas categorias de base. Estreou pela Sauber no GP da Austrália. No ano seguinte já estava na McLaren. Chamado de “Ice Man” Raikkonen impressiona pela velocidade e também pela falta de sorte. No ano passado, tendo o melhor carro da temporada, ficou com o vice-campeonato, depois de abandonar corridas praticamente ganhas. Raikkonen já venceu nove GPs na carreira e deverá ser o substituto do heptacampeão Michael Schumacher na Ferrari, assim que o alemão se aposentar, o que pode ser nesta temporada. 


 


Kovalainen tem 25 anos e começou a correr de kart em 1999, passando para os monopostos em 2000. Em 2004 foi campeão da Formula Nissan World Series. No ano passado foi vice-campeão da GP2 Series.


Foto: Leo Kinnunen em 1974

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *