F1: Lewis Hamilton vence GP da Alemanha

O inglês Lewis Hamilton, da McLaren, venceu neste domingo (20/07) o GP da Alemanha, em Hockenheim, 10º etapa da temporada. Os brasileiros, Nelsinho Piquet, da Renault e Felipe Massa, da Ferrari, completaram o pódio.

Hamilton, pole-position, manteve a ponta na largada, seguido por Massa, o finlandês Heikki Kovalainen, da McLaren. O polonês Robert Kubica, da BMW Sauber, fez uma grande largada superando o finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari e o espanhol Fernando Alonso, da Renault e o italiano Jarno Trulli, da Toyota. Em compensação o escocês David Coulthard, da Red Bull, que largava do 10º lugar, perdeu quatro posições.


Hamilton foi abrindo vantagem para Massa, e com dez voltas já tinha mais de seis segundos de vantagem. Na 18º volta o inglês foi o primeiro dos lideres a parar nos boxes, colocando bastante gasolina e voltando em 4º, atrás de Kubica. Duas depois foi a vez de Massa parar, colocando pneus macios.


Hamilton voltou a liderança, com dez segundos de vantagem para Massa. O alemão Timo Glock, da Toyota, não entrou nos boxes, assumindo a terceira posição. Na 29º o alemão fez a sua parada.


Na 35º volta o japonês Kazuki Nakajima, da Williams, rodou pela segunda vez na prova. Na seguinte a suspensão traseira direita do Toyota de Glock quebrou no final da curva. O carro desgovernando foi direto para a barreira de proteção, ficando destruído. O safety-car foi acionado enquanto o piloto era retirado do carro pelos fiscais. Ele saiu meio zonzo, sentando pouco depois em um banco ao lado da pista. Segundo informações divulgadas pela equipe não foi constatada nenhuma fratura, contudo Glock foi levado a um hospital, onde passará a noite em observação. 


Ai veio o golpe de sorte de Nelsinho. Ele acabara de ir aos pits, na estratégia de apenas uma parada. O inglês Jenson Button, da Honda, também tinha a mesma estratégia, mas com um carro muito lento.


Com o pit lane aberto Massa, Kubica, Trulli, o alemão Sébastian Vettel, e o francês Sébastien Bourdais, ambos da Toro Rosso, Alonso, o australiano Mark Webber e seu parceiro Coulthard, e Raikkonen pararam para um novo pit stop. Com o carro fumando Webber deu duas voltas na pista, abandonando depois.


Hamilton permaneceu na pista, seguido pelo alemão Nick Heidfeld, da BMW Sauber, Piquet, Massa e Kubica. Na 42º volta a prova recomeçou.


Disputando posição Coulthard mandou Rubens Barrichello para fora da pista, na 49º volta. O brasileiro teveo que ir aos boxes, para trocar o bico do carro, abandonando.


Hamilton fez o seu segundo pit na 50º volta, voltando em 5º, atrás do parceiro Kovalainen. Heidfeld, que não havia parado, foi para a ponta. Na 52º Hamilton passou Kovalainen e na seguinte Heidfeld foi para os boxes.


Pela primeira vez na ainda curta carreira, Nelsinho liderava uma corrida de F-1. Massa vinha em 2º, dois segundos atrás, seguido por Hamilton e Heidfeld.


Hamilton foi para recuperar a primeira posição, passando Massa na 57º volta. O brasileiro tentou dar o troco, mas Hamilton manteve a posição. Alonso, num dia apagado, rodou na 59º volta.


Na 60º volta Hamilton voltou a liderança ao passar Piquet. Pouco depois Raikkonen superou Kubica, indo para a sexta posição.


Heidfeld se aproximou de Massa, tentando a última vaga no pódio, com Trulli perdendo a oitava posição para Vettel na 63º volta.


Hamilton venceu, com 5s586 de vantagem para Piquet. Massa completou o pódio. Heidefeld foi o 4º, seguido por Kovalainen, Raikkonen, Kubica e Vettel.


Desde o GP da Bélgica de 1991, quando Senna venceu e Nelson Piquet foi 3º, dois brasileiros não subiam juntos ao pódio. Nelsinho conquistou seu primeiro pódio na mesma pista aonde seu pai estreou há 30 anos, com um Ensign.


Agora Hamilton lidera o mundial sozinho, com 58 pontos. Massa é o vice-lider, com 54, seguido por Raikkonen, com 51. Barrichello, com 11, é o 10º, com Nelsinho, somando 10, em 11º.



A próxima etapa acontece no dia 03 de agosto, o GP da Hungria, em Hungaroring.



Final:


1. Lewis Hamilton GBR McLaren-Mercedes 67 voltas em 1h31m20.874
2. Nelson Piquet BRA Renault a 5.586
3. Felipe Massa BRA Ferrari a 9.339
4. Nick Heidfeld ALEy BMW Sauber a  9.825
5. Heikki Kovalainen FIN McLaren-Mercedes a 12.411
6. Kimi Raikkonen FinlandIN Ferrari a 14.403
7. Robert Kubica POL BMW Sauber a 22.682
8. Sebastian Vettel ALE Toro Rosso-Ferrari a 33.299
9. Jarno Trulli ITAToyota a 37.158
10. Nico Rosberg ALE Williams-Toyota a 37.625
11. Fernando Alonso ESP Renault a 38.600
12. Sebastien Bourdais FRA Toro Rosso-Ferrari a 39.111
13. David Coulthard GBR Red Bull-Renault a 54.971
14. Kazuki Nakajima JAP Williams-Toyota a 1m00.003
15. Adrian Sutil ALE Force India-Ferrari a 1m09.488
16. Jenson Button GBR Honda a 1 volta
17. Giancarlo Fisichella ITA Force India-Ferrari a 1 volta *
* Punido com o acrescimo de 25 segundos por entrar nos pits, com SC na pista, e retirar uma volta de si mesmo.


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *