F1: Lewis Hamilton vence GP da Inglaterra. Rubens Barrichello é 3º

O inglês Lewis Hamilton, da McLaren, venceu neste domingo (06/07), o GP da Inglaterra, em Silverstone, 9º etapa da temporada. Foi a 3º vitória de Hamilton no ano. O alemão Nick Heidfeld, da BMW Sauber, foi o 2º, seguido pelo brasileiro Rubens Barrichello, da Honda.

Com a pista ainda molhada, devido à chuva que caiu antes da largada, todos os pilotos largaram com pneus intermediários.


Saindo da pole-position o finlandês Heikki Kovalainen, da McLaren, manteve a ponta, com Hamilton indo para 2º, ao superar o finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari e o australiano Mark Webber, da Red Bull. Webber rodou, ficando na contramão, caindo para as últimas posições. Líder da temporada, o brasileiro Felipe Massa, da Ferrari, foi mais um a ficar ao contrário na pista, na volta inicial. O escocês David Coulthard, da Red Bull e o alemão Sebastian Vettel, da Toro Rosso, também rodaram, saindo da pista e abandonando a prova. Pouco antes o japonês Kazuki Nakajima, da Williams, deu um passeio na grama. 


Na segunda volta o espanhol Fernando Alonso, da Renault, passou Heidfeld, indo para a 4º posição. Massa rodou novamente. Hamilton foi para cima de Kovalainen, assumindo a liderança com uma ultrapassagem na curva Becketts.


Hamilton começou a abrir vantagem para Kovalainen, com Raikkonen na 3º posição, seguido por Alonso, Heidfeld e o brasileiro Nelsinho Piquet. Barrichello era o 10º com Massa em 18º lugar.


Kovalainen rodou na 10º volta, perdendo a segunda posição para Raikkonen. O alemão Adrian Sutil, da Force India, perdeu o controle e passou reto, dando alguns saltos e parando fora da pista, na 12º volta.


Na 15º volta a pista já estava secando, com o rendimento da Ferrari de Raikkonen melhorando, com a diferença para Hamilton caindo para menos de três segundos. Contudo a previsão do retorno da chuva embaralhou a cabeça das equipes, pois o primeiro pit stop se aproximava.


Na 18º volta os pilotos começaram a ir aos boxes, com alguns apenas reabastecendo, e não colocando pneus novos. Hamilton e Raikkonen pararam juntos na 21º volta, o inglês colocando pneus novos e o finlandês apenas reabastecendo, pois a Ferrari apostava que a chuva não viria.


São Pedro, contudo, não ajudou a equipe italiana mandando chuva pouco depois. Nakajima foi o primeiro a rodar. Raikkonen começou a andar mais lento, com a vantagem de Hamilton voltando a aumentar. Alonso, que também não colocou pneus novos, foi outro a perder rendimento, caindo várias posições.


Na 27º volta Kovalainen passou Raikkonen, com Heidfeld se aproveitando da disputa entre os finlandeses, para superar ambos e assumir a segunda posição. O italiano Giancarlo Fisichella, da Force India, rodou, logo após levar uma volta do líder Hamilton, deixando a disputa.


Com todos os pilotos tendo feito o seu primeiro pit stop, na 30º volta, Hamilton tinha 25 segundos de vantagem para Heidfeld.. A chuva parou por um tempo, voltando, e com força, na 35º volta. Com o asfalto encharcado a prova virou um show de rodadas e saídas de pista.


Piquet, que vinha na 4º posição, rodou, na 36º volta, saindo da pista e ficando na caixa de brita. O polonês Robert Kubica, da BMW Sauber, deu uma passeada na grama, retornando a prova. Uma volta depois Hamilton , Massa e Kubica novamente e Raikkonen deram uma escapulida da pista. No final da volta o líder da prova foi para os pits, reabastecendo e colocando pneus intermediários, seguido por Heidfeld e Kubica. Pouco depois o polonês saiu pela terceira vez da pista, desta vez ficando na brita.


O alemão Nico Rosberg, da Williams bateu na traseira do Toyota do alemão Timo Glock, perdendo a asa dianteira e indo aos boxes consertar o carro.


Na 41º volta Barrichello, que era o mais rápido dos que usavam pneus de chuva, passou o italiano Jarno Trulli, da Toyota, indo para o 3º lugar, alcançando a 2º posição duas voltas depois, ao superar Heidfeld. Na 46º volta o brasileiro fez a sua terceira parada.


E a péssima corrida de Massa continuava, com ele rodando duas vezes, no espaço de duas voltas, na 48º e 49º volta. Kovalainen rodou, perdendo a posição para Barrichello e Alonso.


Faltando dez voltas para a bandeirada final, Hamilton era o líder, com mais de um minuto de vantagem para Heidfeld. Barrichello era 3º. Raikkonen foi para cima de Alonso, na luta pelo quarto lugar, superando o espanhol na 54º volta. Na penúltima volta foi a vez de Kovalainen ganhar a posição do piloto da Renault.


Hamilton venceu com convincentes 1m08s de vantagem para Heidfeld, dando uma resposta as criticas que recebeu nos últimos dias. Barrichello, em 3º, quebrou um jejum que durava desde o 2º lugar nos EUA em 2005. Raikkonen foi 4º, Kovalainen, 5º com Alonso na 6º posição. Trulli passou Nakajima na bandeirada, ficando com a 7º posição. Massa terminou em 13º. Fim de semana para esquecer para o Ferrarista.


A comemoração de Barrichello e da Honda foi tão intensa que todos caíram no chão do pit-lane, ao derrubarem uma grade. Engraçado mas uma festa merecida.


Hamilton, Massa e Raikkonen somam 48 pontos na tabela do campeonato. no desempate o inglês leva vantagem, assumindo a liderança. Kubica, com 46, é o 4º. Heideld tem 36, em 5º lugar. Barrichello é o 10º, com 11.


A próxima etapa acontece no dia 20 de julho, em Hockenheim, na Alemanha.


Final:


1. Lewis Hamilton GBR McLaren-Mercedes 60 voltas em 1h39m09.440
2. Nick Heidfeld ALE BMW Sauber a 1m08.577
3. Rubens Barrichello BRA Honda a 1m22.273
4. Kimi Raikkonen FIN Ferrari a 1 volta
5. Heikki Kovalainen FIN McLaren-Mercedesa 1 volta
6. Fernando Alonso ESP Renault a 1 volta
7. Jarno Trulli ITA Toyota a 1 volta
8. Kazuki Nakajima JAP Williams-Toyota a 1 volta
9. Nico Rosberg ALE Williams-Toyota a 1 volta
10. Mark Webber AUS Red Bull-Renault a 1 volta
11. Sebastien Bourdais FRA Toro Rosso-Ferrari a 1 volta
12. Timo Glock ALE Toyota a 1 volta
13. Felipe Massa BRA Ferrari a 2 voltas


Abandonos:
 
Robert Kubica POL BMW Sauber 39 voltas
Jenson Button GBR Honda 38 voltas 
Nelson Piquet BRA Renault 35 voltas
Giancarlo Fisichella ITA Force India-Ferrari 26 voltas 
Adrian Sutil ALE Force India-Ferrari 10 voltas
Sebastian Vettel ALE Toro Rosso-Ferrari 0 voltas
David Coulthard GBR Red Bull-Renault 0 voltas


Volta mais rápida


Kimi Raikkonen FIN Ferrari 18 1:32.150

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *