FIA GT: Xandinho Negrão chega em 4º na Alemanha

Brasileiro larga em 12º e perde pódio por um décimo depois de duas horas de corrida.

O paulista Xandinho Negrão (Medley) voltou a conquistar mais um bom resultado no FIA GT, um dos principais campeonatos de turismo do automobilismo internacional. Em parceria com o português Miguel Ramos, o piloto da Vitaphone Racing terminou na 4ª colocação a prova deste domingo em Oschersleben (Alemanha), válida pela quarta etapa da temporada-2008. O Maserati MC12 GT1 da dupla cruzou a linha de chegada apenas um décimo de segundo atrás do Corvette Z06 dos suíços Marcel Fassler e Jean Deniz Deletraz. O austríaco Karl Wendlinger e o escocês Ryan Sharp comandaram a dobradinha dos Aston Martin DB9, seguidos pelo alemão Alex Muller e pelo austríaco Lukas Lichter-Hoyer.

Sétimo colocado no treino classificatório, o carro de Xandinho perdeu cinco posições no grid por causa de uma punição sofrida na prova anterior em Adria (Itália). “Fomos obrigados a partir para uma estratégia diferente e ousada. O Miguel largou, deu apenas uma volta e entrou nos boxes. Assumi o volante, enchemos o tanque e parti para um turno que durou mais de uma hora. Estávamos preocupados com os pneus, depois da travada de rodas que dei nos treinos de ontem, mas eles suportaram bem o ritmo da corrida”, explicou Xandinho.

A tática funcionou e Xandinho conseguiu andar grande parte do tempo longe do tráfego, condição indispensável para a planejada recuperação na prova. “Entreguei o carro na segunda colocação, o Miguel caiu para 8º, mas depois reagiu e ainda foi beneficiado por algumas saídas de pista e quebras de pilotos que estavam à frente. Neste aspecto, levamos sorte, mas corridas são assim mesmo. Estou feliz, porque fizemos uma boa apresentação e andamos sempre num ótimo ritmo.”

Xandinho achou que, no balanço geral, a penalidade acabou representando prejuízo menor que o imaginado. “De repente, com uma estratégia convencional, talvez não ganhássemos muito. Foi uma pena ter passado tão perto do pódio. De qualquer forma, não daria para acompanhar os Aston Martin. Eles estavam mesmo mais rápidos aqui desde as tomadas de tempo”, reconheceu.

O resultado da prova:

1 – Karl Wendlinger-Ryan Sharp (Áustria-Escócia), Aston Martin DB9, 79 voltas em 2h00min44s332 (145,01 km/h)
2 – Alex Muller-Lukas Lichter-Hoyer (Alemanha-Áustria), Aston Martin DB9, a 1s518
3 – Marcel Fassler-Jean Deniz Deletraz (Suíça-Suíça), Corvette Z06, a 27s742
4 – Xandinho Negrão-Miguel Ramos (Brasil-Portugal), Maserati MC12, a 27s879
5 – Michael Bartels-Andrea Bertolini (Alemanha-Itália), Maserati MC12, a 38s836
6 – Fabrizio Gollin-Mike Hezemans (Itália-Holanda), Corvette Z06, a 47s464
7 – Christophe Bouchut-Xavier Maassen (França-Holanda), Corvette Z06, a 1min27s262
8 – Vincent Vosse-Greg Franchi (Bélgica-Bélgica), Saleen S7, a uma volta
9 – Ben Aucott-Alain Ferté (Inglaterra-França), Maserati MC12, a uma volta
10 – Anthony Kumpen-Bert Longin (Bélgica-Bélgica), Saleen S7, a uma volta

A nova classificação do campeonato:

1) Michael Bartels-Andrea Bertolini, 24 pontos
2) Karl Wendlinger-Ryan Sharp, Christophe Bouchut-Xavier Masssen e Fabrizio Gollin-Mike Hezemans, 22
5) Xandinho Negrão-Miguel Ramos e Philipp Peter-Alan Simonsen, 15
7) Marcel Fassler-Jean Deniz Deletraz, 13
8) Alex Muller-Lukas Lichter-Hoyer, 11
9) Greg Franchi-Vincent Vosse, 6
10) Anthony Kumpen-Bert Longin, 3

Próxima etapa: Spa-Francorchamps (Bélgica), 3 de agosto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *