F1: Lewis Hamilton vence GP da Rússia

O britânico Lewis Hamilton (Mercedes) venceu neste domingo (11/10), o GP da Rússia, no circuito de Sochi, 15ª etapa da temporada. O alemão Sebastian Vettel (Ferrari) e o mexicano Sergio Pérez (Force India) completaram o pódio.

Mais fotos click em Slide
Pole-position, o alemão Nico Rosberg (Mercedes) manteve a ponta na largada, seguido por Hamilton e o finlandês Kimi Raikkonen (Ferrari). 
Sexto no grid, o alemão Nico Hulkenberg (Force India) rodou, com o sueco Marcus Ericsson (Sauber) não tendo como evitar a batida. Os carros ficaram parados lado a lado, com o Safety-Car sendo acionado. O francês Romain Grosjean (Lotus) e o holandês Max Verstappen (Toro Rosso) também se envolveram na confusão, e com os carros avariados, formam para os boxes.
A prova recomeçou na quarta volta. Na volta seguinte, Hamilton superou Rosberg (que por duas vezes escapou da pista na curva dois), e assumiu a liderança. Duas voltas depois, com problemas no acelerador, Rosberg abandonou nos boxes.
Na 12ª volta, o Safety-Car foi novamente acionado, após a forte batida de Grosjean no muro. Com a prova reiniciada, Hamilton rapidamente abriu vantagem, fazendo a sua parada nos boxes, na metade da prova, sem perder a posição.
O espanhol Carlos Sainz Jr. (Toro Rosso), liberado para correr depois do forte acidente de sexta-feira, fazia uma boa prova, na zona de pontos. Até ficar sem freios e abandonar na 46ª volta. Na volta seguinte, o australiano Daniel Ricciardo (Red Bull), que ocupava a quarta posição, abandonou, aparentemente com a suspensão quebrada.
Com uma estratégia perfeita, e uma ótima condução, Pérez vinha em terceiro lugar, nas voltas finais. Mas com os finlandeses Valtteri Bottas (Williams) e Raikkonen, colados em sua traseira. 
Na última volta o mexicano não teve como segurar, e foi superado por Bottas e Raikkonen. Mas na curva quatro, o piloto da Ferrari foi para cima do compatriota, e na tentativa de ultrapassagem, tocou na Williams. Que rodou e foi direto no muro. Pérez aproveitou o enrosco dos finlandeses, e garantiu a última vaga no pódio.
Com o assoalho batendo no chão, Raikkonen ainda levou a Ferrari até a bandeirada. Sendo superado nos metros finais pela outra Williams, do brasileiro Felipe Massa. Que fez uma grande prova, ao sair da 15ª posição.
A quinta posição de Raikkonen, contudo pode mudar. Os comissários da prova analisam o toque entre Raikkonen e Bottas.
Após a prova, Raikkonen recebeu uma punição de 30 segundos, e caiu para a oitava posição. 
Correndo em casa, Daniil Kvyat (Red Bull) passou para sexto, seguido pelo brasileiro Felipe Nasr (Sauber) e o venezuelano Pastor Maldonado (Lotus). 
A dupla da McLaren, o britânico Jenson Button e o espanhol Fernando Alonso (em seu GP de número 250), os dez primeiros. Mas Alonso levou uma punição de cinco segundos, por exceder os limites da pista, e caiu para a 11ª posição.  Com isso, Verstappen ficou com o último ponto.
Com a punição da Ferrari, a Mercedes conquistou, por antecipação, o título de construtores. 
Hamilton lidera o campeonato com 302 pontos. Vettel agora é o segundo com 236, seguido por Rosberg com 229. 
A próxima etapa, o GP dos EUA, em Austin, acontece no dia 25 de outubro. 
Final:
1. Lewis Hamilton GBR Mercedes-Mercedes 53 voltas em 1hr37m11s024 
2. Sebastian Vettel GER Ferrari-Ferrari +05.9s 
3. Sergio Perez MEX Force India-Mercedes +28.9s 
4. Felipe Massa BRZ Williams-Mercedes +38.8s 
5. Daniil Kvyat RUS Red Bull-Renault +47.5s 
6. Felipe Nasr BRZ Sauber-Ferrari +56.5s 
7. Pastor Maldonado VEN Lotus-Mercedes +1m01.0s 
8. Kimi Raikkonen FIN Ferrari-Ferrari +1m12.3s* 
9. Jenson Button GBR McLaren-Honda +1m19.4s 
10. Max Verstappen NED Toro Rosso-Renault +1m28.4s 
11. Fernando Alonso ESP McLaren-Honda +1m31.2s** 
12. Valtteri Bottas FIN Williams-Mercedes+1 volta
13. Roberto Merhi ESP Manor-Ferrari+1 volta
14. Will Stevens GBR Manor-Ferrari+1 volta
Abandonos:
Daniel Ricciardo AUS Red Bull-Renault 48 voltas
Carlos Sainz Jr ESP Toro Rosso-Renault 47 
Romain Grosjean FRA Lotus-Mercedes 12 
Nico Rosberg GER Mercedes-Mercedes 7 
Nico Hulkenberg GER Force India-Mercedes 0 
Marcus Ericsson SWE Sauber-Ferrari 0 
* 30 segundos de punição por toque em Bottas
** 5 segundos punição por exceder limites da pista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *