F1: Lewis Hamilton vence o GP de Mônaco

O britânico Lewis Hamilton (Mercedes) venceu neste domingo (29/05), o GP de Mônaco, no Circuito de Monte Carlo, sexta etapa da temporada. Foi a primeira vitória de Hamilton no ano, e 44ª na categoria. O australiano Daniel Ricciardo (Red Bull) e o mexicano Sergio Pérez (Force India) completaram o pódio.

Com chuva, a prova começou com o Safety-Car a frente dos pilotos. Na sétima volta, o carro de segurança foi para os boxes, com a bandeira verde sendo agitada. Pole-position, Ricciardo manteve a ponta, seguido pelo alemão Nico Rosberg (Mercedes) e Hamilton.

Antes do final da volta, o britânico Jolyon Palmer (Renault) acertou o muro. Provocando a entrada do Safety-Car Virtual. Três voltas depois, a prova recomeçou.

Com a pista molhada, o finlandês Kimi Raikkonen (Ferrari) bateu no muro, e com a asa dianteira presa embaixo do carro, ficou sem controle, acabando por fechar o francês Romain Grosjean (Haas).

Ricciardo aproveitou o ritmo mais lento de Rosberg, para abrir vantagem. Na 16ª, depois da equipe ordenar, Rosberg abriu caminho para Hamilton, que tinha 16 segundos de desvantagem para Ricciardo.

Com a pista secando, vários pilotos foram para os boxes, trocar os pneus de chuva pelos intermediários.

Na 23ª volta Ricciardo foi para os boxes, colocando pneus intermediários. Hamilton assumiu a liderança, seguido por Ricciardo e Rosberg. O australiano rapidamente colou na traseira do bicampeão, que ainda com pneus de chuva, se mantinha na pista.

Hamilton entrou nos boxes na 31ª volta, colocando os novos pneus ultramacios. Ricciardo retomou a liderança, mas retornou aos boxes na volta seguinte. A Red Bull se atrapalhou, não estando com os pneus prontos para a troca dos intermediários para os supermacios. Com o erro da Red Bull, Ricciardo voltou a prova atrás de Hamilton.

Na 35ª volta, o holandês Max Verstappen (Red Bull) bateu no muro. Provocando o Safety-Car Virtual.

Com a prova reiniciada, Ricciardo foi para cima de Hamilton, que na chicane passou pro cima dos paralelepípedos, fazendo uma manobra agressiva para impedir a ultrapassagem do australiano. Ricciardo reclamou pelo rádio, com a Direção de Prova chegando a investigar io incidente. Sem anunciar nenhuma punição.

Um Safety-Car Virtual, devido a um pedaço de plástico caído na pista, ainda aproximou Hamilton e Ricciardo.

Com a bandeira verde novamente agitada, Hamilton abriu uma confortável vantagem nas voltas finais.

E com apenas uma parada nos boxes, recebeu a bandeira quadriculada com sete segundos de vantagem sobre Ricciardo. Pérez fez uma grande prova, e completou o pódio.

O alemão Sebastian Vettel (Ferrari) terminou em quarto, seguido pelo espanhol Fernando Alonso (McLaren) e o compatriota Nico Hulkenberg (Force India).

O espanhol Carlos Sainz Jr. (Toro Rosso), o britânico Jenson Button (McLaren) e o brasileiro Felipe Massa (Williams) fecharam a zona de pontos.

O brasileiro Felipe Nasr (Sauber) se envolveu em um toque com o parceiro de equipe, o sueco Marcus Ericsson, e abandonou. Os dois colidiram na curva Rascasse na 50 volta, depois do brasileiro se recusar, via rádio, a dar passagem para o sueco, Ericcson foi punido com três posições no grid, para o próximo GP.

Rosberg lidera o campeonato com 106 pontos, seguido por Hamilton com 82 e Ricciardo com 66. Massa é o sétimo com 37.

A próxima etapa, o GP do Canadá, acontece no dia 12 de junho.

Final:

1. Lewis Hamilton GBR Mercedes-Mercedes 78 voltas em 1h59m29s133
2. Daniel Ricciardo AUS Red Bull-Renault +07.252
3. Sergio Perez    MEX Force India-Mercedes +13.825
4. Sebastian Vettel ALE Ferrari-Ferrari +15.846
5. Fernando Alonso ESP McLaren-Honda +85.076
6. Nico Hulkenberg ALE Force India-Mercedes +92.999
7. Nico Rosberg    ALE Mercedes-Mercedes +93.290
8. Carlos Sainz Jr ESP Toro Rosso-Ferrari +1 volta
9. Jenson Button GBR McLaren-Honda +1 volta
10. Felipe Massa BRA Williams-Mercedes +1 volta
11. Valtteri Bottas FIN Williams-Mercedes +1 volta
12. Esteban Gutierrez MEX Haas-Ferrari +1 volta
13  Romain Grosjean FRA Haas-Ferrari +2 volta
14. Pascal Wehrlein ALE Manor-Mercedes +2 voltas*
15. Rio Haryanto IND Manor-Mercedes +2 voltas

Abandonos:

Marcus Ericsson SUE Sauber-Ferrari 51 voltas
Felipe Nasr BRA Sauber-Ferrari 48 voltas
Max Verstappen HOL Red Bull-Renault 34 voltas
Kevin Magnussen    DIN Renault-Renault 32 voltas
Daniil Kvyat RUS Toro Rosso-Ferrari 18 voltas
Kimi Raikkonen FIN Ferrari-Ferrari 10 voltas
Jolyon Palmer GBR Renault-Renault 7 voltas

Volta mais rápida:

Lewis Hamilton    GBR Mercedes-Mercedes 1m17s939  na volta 71

* Punido em dez segundos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *