F1: Lotus chega a acordo com investidores e quitará divida com Kimi Raikkonen

Kimi Raikkonen correrá os dois grandes prêmios restantes da temporada 2013 da Formula 1. A Lotus, equipe do finlandês, chegou a um acordo com o Grupo Quantum, consórcio formado por investidores de Abu Dhabi, Brunei e Estados Unidos, e coseguirá o orçamento necessário para quitar as dívidas pendentes com o campeão mundial de 2007.

Raikkonen não recebeu salários da equipe inglesa em 2013 e chegou a ameaçar não participar das últimas corridas da temporada. Neste domingo, ele esteve presente no GP de Abu Dhabi, dando indícios de que tinha chegado a um acordo com a Lotus, mas a especulação só ganhou força após a prova.

O próprio representante do consórcio anunciou que os termos para a compra de 35% da equipe, de propriedade do Grupo Genii, de Gerard Lopez, está acertada. “Não existe dúvida de que o negócio irá acontecer. Eu diria ainda que do nosso lado, ele já foi completado em termos do que ainda precisa ser feito”, disse Mansoor Ijaz, dono do Quantum, em entrevista à revista inglesa Autosport.

Ele ainda explicou que, caso o grupo que detém a maior parte da equipe resolva diminuir o seu investimento, o Quantum possui a opção de comprar o restante da equipe Lotus no futuro. “Temos opções, não vou entrar nos detalhes, mas as opções nos permitem fixar a quantia para assumir o controle da equipe mais para frente. Vamos fazer isso de uma forma muito coordenada com nossos parceiros do Genii”, acrescentou.

A injeção de dinheiro garantirá à Lotus a possibilidade de quitar sua dívida com Kimi Raikkonen, garantindo a participação do finlandês nas últimas duas corridas de 2013. Ele poderia não participar dos próximos grandes prêmios da temporada, nos Estados Unidos e Brasil, antes de se transferir para a Ferrari em 2014, após ameaçar promover uma ação judicial contra a equipe.

Além disto, a entrada do dinheiro deve influenciar na escolha da dupla de pilotos da Lotus para a próxima temporada. Antes do acordo com o Quantum, acreditava-se que o venezuelano Pastor Maldonado seria o substituto de Raikkonen, uma vez que ele levaria investimentos da petrolífera venezuelana PDVSA à equipe. No entanto, segundo a Autosport, o novo acordo dará força para o alemão Nico Hulkenberg formar dupla com Romain Grosjean a partir de 2014.

Fonte: GazetaEsportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *