F1: Luizinho está para sempre em Interlagos

Cinzas do piloto foram espalhadas nas curvas 1 e 2 do autódromo paulistano

Em uma cerimônia marcada pela presença de amigos e fãs, os filhos e a esposa de Luiz Pereira Bueno espalharam, ontem (sábado, 11), as cinzas do piloto no asfalto de Interlagos. Falecido no início do mês após um longo período de luta contra o câncer, Luizinho foi cremado em São Paulo e recebeu sua última homenagem de forma marcante: três dos carros com os quais conseguiu seus maiores resultados – o Porsche 908 e os Binos Mark I e II -, foram alinhados no trecho remanescente das curvas 1 e 2 de Interlagos, talvez o mais veloz dos autódromos brasileiros, e em torno dele seus familiares – sob a comoção de amigos e companheiros de pista-, faziam o grande campeão voltar ao pó.

Na cerimônia organizada pela prefeitura de São Paulo e pela administração do autódromo José Carlos Pace, Francisco Lameirão (que ao lado de Bird Clemente liderou o movimento que amparou Pereira Bueno em seus últimos dias), lembrou os feitos e o caráter generoso e modesto deste paulista cuja carreira ficou marcada para sempre na história do automobilismo nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *