F1: Massa admite correr na F1 com campeão do Fórmula Future

Piloto visita base técnica da nova categoria e exalta vínculo com programa da Ferrari.

Em visita às oficinas da JL, base técnica da Fórmula Future Fiat localizada em Cotia (Grande São Paulo), Felipe Massa aceitou como natural a possibilidade de um dia dividir retas e curvas da Fórmula 1 com o campeão de 2010 da categoria que está apadrinhando em sua criação no Brasil. “Por que não? Ainda sou novo, tenho 28 anos, e o Schumacher está correndo novamente aos 41”, observou. “Ainda pretendo correr por muito tempo”, acrescentou.

Massa aproveitou o breve regresso ao país depois do GP do Bahrein para ver os carros da Fórmula Future Fiat, uma das atrações do Racing Festival, complementado pelo Trofeo Linea e a 600 Super Sport (motos). Recentemente, a Ferrari anunciou que o campeão da temporada inaugural ganhará vaga em sua Driver Academy, programa de desenvolvimento de pilotos já integrado pelo francês Jules Bianchi e pelos italianos Mirko Bortolotti, Daniel Zampieri e Raffaele Marciello. A iniciativa de incluir a série nacional partiu de Massa. “Conversei com o diretor-geral Stefano Domenicali e ele gostou da idéia, lembrando que o Brasil tem grande tradição na formação de pilotos”, disse.

Recebido pelos irmãos Felipe e Zequinha Giaffone, dirigentes da JL, Massa conheceu o paranaense Jonathan Louis, que foi ver o carro pela primeira vez e esteve acompanhado do paulista Felipes Apezzatto. As duas revelações do kart brigarão pelo prêmio mais atraente já oferecido no automobilismo brasileiro. “O Ferrari Driver Academy representa uma oportunidade rara de chegar à Formula 1. Será como entrar numa faculdade importante, na qual o aluno poderá aprender, crescer a cada dia e sonhar com um grande futuro”, analisou Massa. “Eu me sinto orgulhoso por estar ajudando e contribuindo para que o Brasil possa, quem sabe, vir a ter mais um campeão.”

Massa passou por dificuldades no início da carreira por falta de patrocínio. Por isso, melhor do que ninguém reconhece o valor do apoio que uma categoria-escola como a Fórmula Future Fiat está dando para a garotada majoritariamente saída do kart. “Já me vi na situação de ter de vencer corrida para ter a garantia de que estaria na próxima”, recordou. “Esta é uma grande oportunidade. O que a molecada tem de fazer agora é acelerar e aprender o máximo possível”, disse. Além da vaga no Ferrari Driver Academy, o campeão ganhará a temporada paga na Fórmula Abarth na Itália em 2011, enquanto o segundo, terceiro e quarto colocados testarão o Fórmula 3 da equipe francesa Signature, uma das principais forças da série européia.

Com apenas 15 anos, Jonathan Louis não escondia a alegria pelo encontro com o astro das pistas. “É sonho de criança. Nunca havia conversado com ele, apenas o vi num evento no fim do ano passado. Vou procurar fazer o meu melhor. O prêmio será conseqüência de um bom trabalho”, comentou. Apezzatto integrou a equipe de Massa nas últimas duas edições das 500 Milhas da Granja Viana. “É sempre bom ouvir dicas de um piloto da qualidade dele.” Massa destacou que a maioria dos times da Fórmula desenvolve programas ou proporciona algum outro tipo de apoio a novatos. “Ajudar os pilotos jovens é muito importante para a renovação da Fórmula 1”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *