F1: Massa “Se o acidente fosse há dez anos, não estaria aqui agora”

Completamente recuperado de um grave acidente sofrido em julho do ano passado, Felipe Massa admite que o desfecho do ocorrido no último GP da Hungria poderia ser muito diferente caso tivesse acontecido no passado.

“Se meu acidente fosse há 10 anos, talvez eu não estaria aqui agora. A tecnologia que temos agora, o capacete, pode salvar sua vida. Passou muito perto, mas eu estou aqui. Depois de Ayrton Senna, tudo mudou”, comentou o ferrarista, que foi atingido por uma mola que se soltou do carro de Rubens Barrichello e perdeu o restante da temporada, em entrevista ao jornal inglês The Independent.

Quando Senna morreu, durante o GP de San Marino de 1994, Massa tinha 13 anos. Na ocasião, o tricampeão mundial bateu fortemente após perder o controle do carro na curva Tamburello. Como se não bastasse isto, o piloto ainda foi atingido na cabeça por um fragmento da barra de suspensão de sua Williams.

“Estava vendo a corrida em casa e, quando vi a batida, não achei que fosse tão sério. Nós, brasileiros, perdemos um pedaço do país naquele dia. Lembro de ter visto o velório dele na TV, havia talvez um milhão de pessoas na rua… Foi um grande impacto em mim”, destacou.

Felipe ainda contou que sua primeira lembrança do acidente é de 30 minutos depois de ter acordado no hospital. Ele revela que chegou a brigar com sua esposa porque queria voltar a correr logo. “Depois, vi que era mais grave do que eu pensava. Mas eu nunca pensei em parar de competir”, garantiu.

O vice-campeão da temporada 2008 ainda falou sobre a morte de Henry Surtees, filho do campeão mundial de 1964 John Surtees, que foi atingido na cabeça por um pneu durante uma prova de Fórmula 2 dias antes de seu acidente.

“Na época, eu disse para minha mulher ‘Olhe o que aconteceu. É inacreditável. É com isto que você precisa se preocupar e não com um acidente no início de uma corrida, uma batida em outro carro… é com este tipo de acidente, pois o piloto não pode fazer nada’. E uma semana depois, aconteceu comigo. É um risco”, resignou-se Massa.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *