F1: Mercedes anuncia oficialmente o retorno de Schumacher à F-1

O alemão Michael Schumacher foi anunciado oficialmente como piloto da equipe Mercedes para a temporada 2010 da Formula 1. O acordo, adiantado pelo jornal alemão Bild na noite desta terça-feira, foi assinado e tem validade de uma temporada, segundo publicado no site oficial da escuderia.

Pelo retorno às pistas na equipe de Ross Brawn, Schumacher irá receber 7 milhões de euros no ano, podendo renovar o contrato ao final da temporada. A “nova” escuderia, ex-Brawn GP, publicou o acordo às 11h30 da manhã, no horário local (08h30 da manhã, no horário de Brasília).

Com o regresso, Schumacher põe um fim a um período de três anos ausente das corridas, ainda que tenha ficado nos bastidores da equipe Ferrari, por onde se aposentou. Para o piloto, o longo descanso foi merecido e só o deixou com mais fôlego para retornar neste momento.

“Três anos de afastamento me fizeram recuperar toda a energia para retornar. Me sinto pronto para fazer qualquer coisa, e creio que estarei muito competitivo”, falou o piloto, que completa 41 anos no próximo dia 3 de janeiro.

Schumi comentou brevemente, ainda, a impossibilidade de retornar para substituir Felipe Massa, quando o brasileiro sofreu um grave acidente no GP da Hungria. O alemão fez testes, mas não conseguiu seguir em frente por conta de uma lesão no pescoço. “Isso não é mais um fator que deve ser levado em consideração”, concluiu Schumacher, novo piloto da Mercedes.

O alemão é ainda recordista na categoria, com 91 vitórias no currículo, obtidas em 248 corridas. Conseguiu, ainda, 154 presenças no pódio e 68 pole-positions, e deverá aumentar esse número correndo ao lado do também germânico Nico Rosberg, de 24 anos, que comemorou o acordo oficial.

“É fantástico o retorno de Michael à Formula 1, ainda mais sendo meu companheiro de equipe. Será um grande desafio para mim correr ao lado de um dos melhores pilotos de todos os tempos. Tenho certeza que será uma ótima parceria. É uma ótima notícia para nós e para os fãs”, declarou Rosberg.

O mandatário da equipe, Ross Brawn, também comentou o regresso do piloto alemão à categoria. “Estou muito contente por podermos confirmar hoje que Michael retorna às pistas em 2010 pela Mercedes GP. O recorde de sete campeonatos de Formula 1 de Schumacher fala por si mesmo e estou querendo uma nova vitória ao trabalhar novamente com ele”, afirmou Brawn.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *