F1: Mercedes nega que Dennis deixará comando da McLaren

Sócia da McLaren, a Mercedes garantiu que não pretende afastar Ron Dennis do cargo de chefe da escuderia inglesa. De acordo com reportagem publicada pelo jornal espanhol Marca nesta semana, a empresa estaria bastante descontente com o desempenho do dirigente no cargo.

Depois de ter perdido o último Mundial de Pilotos por conta de uma briga entre Lewis Hamilton e Fernando Alonso, além do famigerado caso de espionagem contra a Ferrari que resultou na eliminação da disputa de Construtores e em uma multa milionária, a cúpula da Mercedes estaria disposta a jogar Dennis para um cargo sem poder de decisão.


Teria contribuído ainda o fato de ele não ter conseguido contratar um piloto alemão – Nico Rosberg ou Sebastien Vettel – para o lugar de Alonso nesta temporada. Porém, a Mercedes veio a público negar os boatos.


“Estas informações são puras especulações”, afirmou um porta-voz da empresa ao canal de televisão RTL. “É certo que tudo vai continuar igual e não há mudanças previstas na direção da equipe”, assegurou.


Responsável pela parte financeira da Fórmula 1, Bernie Ecclestone também não acredita na possibilidade do afastamento de Dennis, dono de 15% da escuderia. “Ele não é um empregado, mas sim um acionista da equipe. E possui o apoio interno de outros acionistas”, explicou.
Fonte: Gazeta Press

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *