F1: Michael Schumacher quebra recorde de Barcelona

Michael Schumacher, da Ferrari, quebrou o recorde do circuito de Barcelona, na Espanha, no segundo dia de testes coletivos da Fórmula 1. A melhor volta do piloto alemão ficou em 1:13.471, superando a marca anterior, pertencente a Jenson Button, da Honda, que era de 1:13.552.

Apesar do recorde de Schumacher, o dia foi de emoções mistas para a Ferrari, já que seu piloto de testes, Luca Badoer, bateu violentamente contra a barreira de proteção no período matutino e teve que interromper sua programação de trabalho, pois o carro ficou destruído. Badoer saiu do acidente sem ferimentos.

No total, 17 pilotos foram para a pista nesta quinta-feira. Entre as escuderias, apenas a Midland e a Super Aguri não participaram da sessão.

Depois de Schumacher na lista de tempos, aparece Heikki Kovalainen, da Renault, com 1:14.174 – somente o alemão atingiu a casa de 1:13. O piloto de testes da escuderia francesa foi um dos que mais trabalhou, chegando a completar 120 voltas.

Giancarlo Fisichella, titular da Renault que estará neste fim de semana na Corrida dos Campeões, também andou. O italiano continuou o trabalho de seleção de pneus para a próxima etapa, o GP da Inglaterra.

“Tivemos um dia sólido de testes hoje em Barcelona”, disse o chefe de designe da Renault, Christian Silk. “Os carros estão andando com confiabilidade, e nós coletamos muitos dados úteis para as próximas provas. Amanhã faremos os toques finais para Silverstone, onde esperamos que o R26 mantenha sua recente competitividade.”

O brasileiro Ricardo Zonta, piloto de testes da Toyota, apareceu com a terceira melhor marca do dia, em 1:14.696. Ele também completou mais de 100 voltas nesta quinta-feira ao volante do TF106, trabalhando em uma versão híbrida. Seu companheiro, Jarno Trulli, titular da equipe, também testou o novo carro – que estreou em Mônaco -, registrou o sexto tempo e completou 102 voltas.

Apenas mais um brasileiro testou hoje, Rubens Barrichello, da Honda, que registrou somente 1:15.826, o 13º tempo. Seu carro apresentou problemas com o vazamento de óleo, causando uma das bandeiras vermelhas do dia. Seu companheiro Jenson Button também testou, mas registrando um tempo melhor, em 1:15.590, o 9º mais rápido do dia. No total, o inglês completou 109 voltas.

A McLaren esteve no circuito com seu titular Juan Pablo Montoya e com o piloto de testes Pedro de la Rosa – o mais rápido dos dois, com 1:15.238; o colombiano registrou 1:15.652.

Veja os tempos de hoje em Barcelona:
1) Michael Schumacher, Ferrari (B), 1min13s471, 82 voltas
2) Heikki Kovalainen, Renault (M), 1min14s174, 120
3) Ricardo Zonta, Toyota (B), 1min14s696, 106
4) Nico Rosberg, Williams-Cosworth (B), 1min14s731, 87
5) Giancarlo Fisichella, Renault (M), 1min14s854, 112
6) Jarno Trulli, Toyota (B), 1min15s131, 102
7) Pedro de la Rosa, McLaren-Mercedes (M), 1min15s238, 84
8) Jacques Villeneuve, BMW-Sauber (M), 1min15s526, 111
9) Jenson Button, Honda (M), 1min15s590, 109
10) Luca Badoer, Ferrari (B), 1min15s637, 27
11) Juan Pablo Montoya, McLaren-Mercedes (M), 1min15s652, 61
12) Nick Heidfeld, BMW-Sauber (M), 1min15s783, 125
13) Rubens Barrichello, Honda (M), 1min15s826, 96
14) Christian Klien, Red Bull-Ferrari (M), 1min15s871, 65
15) Robert Doornbos, Red Bull-Ferrari (M), 1min17s018, 115
16) Alexander Wurz, Williams-Cosworth (B), 1min17s188, 83
17) Neel Jani, Toro Rosso-Cosworth (M), 1min17s224, 92

Comente essa notícia em nosso Fórum!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *