F1: Mosley descarta acordo para deixar presidência da FIA

Segundo o site da revista Autosport, o inglês Max Mosley, presidente da FIA (Federação Internacional do Automóvel), descartou um acordo que o manteria no cargo agora com a condição de que saísse por conta própria em novembro.

Mosley enfrentará a Assembléia Geral da entidade no próximo dia 3, quando deverá dar explicações sobre o escândalo publicado por um jornal britânico em que teria participado de uma orgia sexual com suposta temática nazista.


Os membros da FIA, Franco Lucchesi e Werner Kraus (este, presidente da “Região 1”), teriam proposto a Mosley que ele receberia o voto de confiança nesta reunião para permanecer no cargo, desde que concordasse em deixar a entidade em novembro. O site divulga que, ao saber do caso, Mosley teria descartado qualquer tipo de acordo, dizendo que pretende continuar no cargo até o fim de seu atual mandato, que vai até 2009.


Fonte: Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *