F1: ‘Não dava para fazer mais que isso’, diz Barrichello

Depois de ter amargado mais um treino classificatório fora da terceira etapa, o brasileiro Rubens Barrichello não escondeu a frustração com o 13º lugar em que sairá neste domingo, no Grande Prêmio da China. No entanto, o experiente piloto acredita que fez o melhor possível guiando a sua Honda no circuito de Xangai.

“Eu fiz a minha melhor volta neste circuito, o 1min36s079, tirando tudo o que foi possível do carro. Não dava para fazer mais que isso”, garantiu o piloto mais experiente em atividade na categoria. “Foi realmente muito bom ter passado para o Q2, já que estava preocupado com a falta de aderência”, contou.


Se a posição no grid não é das melhores, o brasileiro lembra ao menos que situação era muito pior na sexta-feira, quando foi o último colocado do segundo treino livre. “Estou feliz com a nossa performance, especialmente depois das dificuldades de ontem”, analisou.


Apesar de ter registrado o 14º melhor tempo, Barrichello ganhou uma posição no grid porque foi beneficiado por uma punição aplicada a Mark Webber, da Red Bull, que foi obrigado a trocar o motor.


Fonte: Gazeta Press

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *