F1: Não estamos rápidos o suficiente para brigar pelas primeiras posições, diz Raikkonen

Na opinião de Kimi Raikkonen, o problema da Ferrari é um só: o carro não está rápido o suficiente.

Esta foi a conclusão do finlandês depois do treino deste sábado, que mostrou seu esforço para chegar, no mínimo, ao grupo dos dez primeiros colocados.

“Honestamente, o maior problema é que, no momento, não estamos rápidos o suficiente para brigar pelas primeiras posições”, lamenta.

“Não há uma falha numa área específica, mas não temos aderência suficiente para andar tão rápido quanto os que terminaram na nossa frente hoje. A corrida de amanhã será difícil. Vamos tentar fazer o máximo na largada”, afirmou.

O campeão de 2007 diz que as melhorias no carro estão diretamente ligadas ao que a Corte Internacional de Apelações decidir quanto ao uso do difusor traseiro.

“Nós temos que melhorar nosso desempenho, mas é importante ter as regras esclarecidas o mais breve possível, para sabermos em qual direção vamos seguir”, acrescentou.

Por pouco, Kimi Raikkonen não teve o mesmo problema de Felipe Massa: terminou a primeira parte do treino classificatório em 14º, pertinho da zona de nocaute.

Fonte: Tazio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *