F1: ‘Não vi a luz vermelha’, afirma Felipe Massa

Mais calmo após digerir a desclassificação no GP do Canadá, o piloto brasileiro Felipe Massa afirmou que não viu a luz que não lhe permitia a reentrada na pista. O piloto da Ferrari foi penalizado na volta 51, junto ao italiano Giancarlo Fisichella, por deixar os boxes em um momento que não podia.

“O que aconteceu naquele pit stop foi uma vergonha. Infelizmente, quando eu saí dos boxes, eu não vi a luz vermelha, em parte porque tinham muitos carros atrás de mim, esperando para entrar na pista também”, afirmou Massa ao site oficial da Ferrari.

O piloto brasileiro acredita que se não tivesse sido eliminado, brigaria pelas primeiras posições. “Mesmo com o safety car não me ajudando, eu estava fazendo uma boa corrida e poderia conquistar pontos importantes para o campeonato”, disse.

“É verdade que a McLaren estava muito forte, mas não é o resultado que nós merecíamos. Nós tínhamos capacidade de chegar no pódio, aqui no Canadá”, concluiu o piloto brasileiro.

A desclassificação no GP do Canadá deixa Felipe Massa bem distante do líder do Mundial de Pilotos, Lewis Hamilton, da McLaren. Com a vitória em Montreal, o piloto inglês saltou para os 48 pontos, contra 33 do brasileiro.

Apesar disso, Massa ainda se mostra confiante em uma reação da Ferrari. “A temporada é muito longa e o campeonato continua aberto. Nós temos que trabalhar para cada dia mais melhorar nossa performance”.

O brasileiro aproveitou para comentar o acidente com o piloto polonês Robert Kubica, da BMW, que teve uma forte colisão no muro do autódromo em Montreal. “Eu estou feliz que o que aconteceu com o Kubica, um amigo meu, não foi nada grave. É praticamente um milagre”.

Fonte: Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *