F1: Nelsinho Piquet fecha em 10º no primeiro dia em Mônaco

Brasileiro completou 79 voltas e destaca dia sem problemas no Principado.

Pela programação única do GP de Mônaco de Fórmula 1, carros e pilotos começaram os trabalhos para a sexta etapa da temporada 2009 nesta quinta-feira (21) com duas sessões de treinos livres nas ruas de Monte Carlo. Na equipe ING Renault, tanto Fernando Alonso, quanto o brasileiro Nelsinho Piquet trabalharam no desenvolvimento do R29 para a corrida do próximo domingo. Nas duas sessões, Nelsinho completou 79 voltas – uma a mais que a distância total da prova, sempre fazendo uso de turnos longos para avaliação de pneus e acerto. Fechou o dia com a 10ª colocação no segundo treino; depois de ter sido o 12º na sessão inicial.

No período da manhã, quando completou 36 voltas, Nelsinho utilizou um mesmo jogo de pneus duros nas três vezes que entrou na pista. O primeiro treino do dia foi marcado pelo traçado ainda sujo e sem borracha, bem diferente do que deve ser visto na classificação e na corrida. “A pista estava bem suja na parte da manhã e melhorou à tarde. Isso sempre acontece em Mônaco e dificulta uma avaliação mais precisa dos pneus e das modificações que fazemos no carro”, comentou Nelsinho Piquet. “O mais importante é que conseguimos completar várias voltas sem ter problemas no carro e coletar várias informações que vão ajudar no trabalho durante o final de semana”, avaliou.

Para o segundo treino, quando completou 43 voltas em cinco saídas para a pista, Nelsinho pôde avaliar dois jogos de pneus macios e mais um jogo de pneus duros – além de testes com as barras estabilizadoras, altura do carro, modificações na suspensão e asa dianteiras. “Os pneus macios aqui duram muito pouco. Depois de seis ou sete voltas o rendimento deles fica bastante prejudicado. Com certeza o composto mais duro será a melhor escolha para a corrida”, destacou Nelsinho Piquet, comentando os compostos de pneus escolhidos pela Bridgestone para essa etapa – que são as duas versões mais macias de borracha, em uma escala com quatro tipos de compostos. O piloto ainda fechou o dia com o melhor tempo do terceiro setor da pista de Mônaco – trecho que começa no final do ´S´ das piscinas e vai até a linha de chegada.

“Foi uma quinta-feira típica de Mônaco. Foi difícil de avaliar o carro por causa das variações nas condições de pista, mas mesmo assim observamos que temos um equipamento bastante competitivo. Os tempos dos nossos pilotos, no entanto, ainda não são os melhores porque ambos foram atrapalhados pelo tráfego na hora de fazer suas voltas rápidas”, comentou Pat Symonds, diretor-executivo do departamento de engenharia da equipe.

Com a sexta-feira de folga em Mônaco, os pilotos voltam à pista somente no sábado, quando farão um terceiro treino livre e a tomada de tempos que define a ordem de largada. A corrida terá início às 9h (horário de Brasília) do próximo domingo. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *