F1: Nelsinho Piquet inicia trabalhos para GP de Mônaco

Piloto utiliza primeiro dia de treinos livres para se familiarizar com o difícil circuito de rua e realizar testes de pneus e trabalhos de set-up.

Nelsinho Piquet iniciou hoje, nas duas primeiras sessões oficiais de treinos livres, os trabalhos para o Grande Prêmio de Mônaco de Fórmula 1, que será realizado domingo às 9h de Brasília. Durante a manhã, como esperado pela ING Renault, a pista estava longe do ideal, com pouca aderência, mas no decorrer do dia começou a emborrachar-se, permitindo com que Nelsinho pudesse familiarizar-se com o circuito e realizar testes de pneus e trabalhos de set-up.
“Mônaco é um circuito difícil, então passei o dia aprendendo e me familiarizando com a pista. Nós conseguimos avaliar vários set-ups diferentes, mas ainda não estou tão rápido como gostaria e não me sinto totalmente confortável no carro. Espero que até sábado eu tenha feito progressos com meus engenheiros, e então possa fazer o máximo na última sessão de treinos livres. Preciso chegar com calma na classificação, principalmente porque aqui isso é mais importante do que em qualquer outro lugar”, destaca Nelsinho.


“Foi um dia normal de prática em Mônaco. Nelson deu muitas voltas para se familiarizar e ficar confortável com o circuito, embora sua tomada com pneus macios tenha sido interrompida quando ele tocou no muro. Com Alonso, trabalhamos com o set-up o tanto quanto é possível em Mônaco, já que é difícil de entender o carro aqui. E exceto por alguns danos quanto ele também tocou o muro, seu progresso foi bom”, afirma o diretor-executivo de engenharia da ING Renault, Pat Symonds.


“Hoje nós vimos que encontrar o limite em Mônaco não é fácil e pode-se rapidamente bater nas barreiras. Esse foi o caso de nossos dois pilotos, o que nos custou um pouco de tempo na pista. Então não conseguimos terminar completamente nossa preparação, mas as informações que obtivemos devem ser suficientes e vamos trabalhar com elas antes da classificação no sábado”, finaliza o engenheiro-chefe de pista da ING Renault, Denis Chevrier.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *