F1: Nelson Piquet pode comprar BMW e empregar filho demitido

O tricampeão mundial Nelson Piquet pode comprar a equipe BMW, que anunciou sua saída da Fórmula 1 no final desta temporada, e abrigar o filho Nelsinho, demitido pela Renault nesta segunda-feira. A informação foi publicada pelo jornal O Estado de S.Paulo.

De acordo com o diário, Nelson será sócio de Peter Sauber, que já detém cerca de 20% da equipe, a partir da próxima temporada. Desta forma, o futuro de Nelsinho na principal categoria do automobilismo já estaria garantido. Em seu twitter, ele aventou a possibilidade de “correr no próprio time”, mas depois disse que estava “brincando”.

No comunicado oficial emitido para confirmar seu desligamento da Renault, o jovem adianta que não pretende deixar a Fórmula 1. “Posso dizer àquelas pessoas que me apoiaram durante a minha carreira que ela está voltando à direção certa e eu já estou considerando as opções para recomeçar a minha trajetória na F1 de uma forma justa e muito positiva”.

Desde o início da carreira do filho, o tricampeão do mundo montou equipes e colocou o herdeiro para correr. No kart, na Fórmula 3 e na GP2, Nelsinho sempre teve sucesso. Na Fórmula 1, no entanto, ele conquistou apenas 19 pontos em 28 corridas e deve ser substituído pelo francês Romain Grosjean.

Segundo o Estado, as negociações de Nelson para adquirir parte da equipe estão em um estágio avançado e são bem vistas por Bernie Ecclestone, proprietário dos direitos comerciais da Fórmula 1. Um acerto com a Ferrari para fornecimento de motores já teria sido concretizado. Um dos nomes aventados para o grupo é Sauber-Piquet.

Caso o acordo seja confirmado, o Brasil voltaria a contar com uma equipe na principal categoria do automobilismo. Os irmãos Fittipaldi foram pioneiros com a Copersucar na temporada de 1975 e João Paulo Diniz chegou a ser sócio da Prost Grand Prix no ano de 2001.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *