F1: Nico Rosberg vence GP do México

Nico Rosberg (Mercedes) venceu neste domingo (01/11), o GP do México, no Autódromo Hermanos Rodríguez, na Cidade do México, 17ª etapa da temporada. Foi a quarta vitória de Rosbrg no ano, e 12ª na categoria. Campeão antecipado, o britânico Lewis Hamilton completou a dobradinha da Mercedes. O finlandes Vallteri Bottas (Williams) terminou em terceiro.

Pole-position, Rosberg dominou a prova. O alemão perdeu a liderança para Hamilton somente nas duas paradas nos pits, para troca de pneus. Em ambas entrou primeiro do que o parceiro de equipe nos boxes.

No final, Rosberg recebeu a bandeirada com 1s954 de vantagem sobre Hamilton. O britânico não deixou Rosberg abrir distância durante a prova, mas não teve nenhuma oportunidade de tentar a ultrapassagem.

Bottas terminou em terceiro, após superar o russo Daniil Kvyat (Red Bull), na relargada na 58ª volta. No começo da prova, Bottas e o compatriota Kimi Raikkonen (Ferrari) fizeram um intenso duelo. E como na etapa da Rússia, acabaram se tocando. Mas desta vez quem abandonou foi o piloto da Ferrari, com a suspensão traseira direita quebrada. 

Kvyat terminou em quarto, seguido pelo parceiro de equipe, o australiano Daniel Ricciardo, o brasileiro Felipe Massa (Williams) e o alemão Nico Hulkenberg (Force India).

Para alegria da torcida mexicana que lotou o autódromo, Sergio Pérez (Force India) fez uma boa prova , e terminou na oitava posição. O holandês Max Verstappen (Toro Rosso) e o francês Romain Grosjean (Lotus) completaram a zona de pontos.

Com problemas nos freios, o brasileiro Felipe Nasr (Sauber) abandonou na 57ª volta.

Pela primeira vez desde o GP da Austrália de 2006, os dois carros da Ferrari abandonaram. Deposi de Raikkonen tocar em Bottas e quebrar uma suspensão, o alemão Sebastian vettel passou reto em uma curva e bateu forte no soft wall. A batida na 50ª volta, provocou a entrada do Safety-Car. Vettel fazia uma corrida de recuperação, depois de furar um pneu na primeira volta, em um toque com Ricciardo. Cair para último, recuperar posições e rodar na 20ª volta.

Hamilton, já com a taça de campeão, soma 345 pontos. Rosberg é o segundo com 272, seguido por Vettel  com 251. 

A próxima etapa, o GP do Brasil, acontece no dia 15 de novembro, em Interlagos. 

Final:

1 – Nico Rosberg (Mercedes W06) – 71 voltas em 1.42’35″038

2 – Lewis Hamilton (Mercedes W06) – 1″954

3 – Valtteri Bottas (Williams FW37-Mercedes) – 14″592

4 – Daniil Kvyat (Red Bull RB11-Renault) – 16″572

5 – Daniel Ricciardo (Red Bull RB11-Renault) – 19″682

6 – Felipe Massa (Williams FW37-Mercedes) – 21″493

7 – Nico Hulkenberg (Force India VJM08-Mercedes) – 25″860

8 – Sergio Perez (Force India VJM08-Mercedes) – 34″343

9 – Max Verstappen (Toro Rosso STR10-Renault) – 35″229

10 – Romain Grosjean (Lotus E23-Mercedes) – 37″934

11 – Pastor Maldonado (Lotus E23-Mercedes) – 38″538

12 – Marcus Ericsson (Sauber C34-Ferrari) – 40″180

13 – Carlos Sainz (Toro Rosso STR10-Renault) – 48″772

14 – Jenson Button (McLaren MP4/30-Honda) – 49″214

15 – Alexander Rossi (Manor 04-Ferrari) – 2 voltas

16 – Will Stevens (Manor 04-Ferrari) – 2 voltas

Abandonos:

Felipe Nasr (Sauber C34-Ferrari) – 57 voltas

Sebastian Vettel (Ferrari SF15-T) – 50

Kimi Raikkonen (Ferrari SF15-T) – 21 

Fernando Alonso (McLaren MP4/30-Honda) – 1

Campeonato, pilotos:

1.Hamilton 345; 2.Rosberg 272; 3.Vettel 251; 4.Bottas 126; 5.Raikkonen 123; 6.Massa 117; 7.Kvyat 88; 8.Ricciardo 84; 9.Perez 68; 10.Verstappen 47; 11.Grosjean 45; 12.Hulkenberg 44; 13.Nasr 27; 14.Maldonado 26; 15.Sainz 18; 16.Button 16; 17.Alonso 11; 18.Ericsson 9.

Campeoanato, construtores:

1.Mercedes 617; 2.Ferrari 374; 3.Williams-Mercedes 243; 4.Red Bull-Renault 172; 5.Force India-Mercedes 112; 6.Lotus-Mercedes 71; 7.Toro Rosso-Renault 67; 8.Sauber-Ferrari 36; 9.McLaren-Honda 27.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *