F1: Nico Rosberg vence o agitado GP da Bélgica

O alemão Nico Rosberg (Mercedes) venceu neste domingo (28/08), o GP da Bélgica, em Spa-Francorchamps, na Bélgica, 13ª etapa da temporada. Foi a sexta vitória de Rosberg no ano e 20ª na categoria. O australiano Daniel Ricciardo (Red Bull) e o britânico Lewis Hamilton (Mercedes) completaram o pódio.

Pole-position Rosberg manteve a ponta na largada, com o holandês Mx Verstappen (Red Bull), segundo no grid, sendo superado pela dupla da Ferrari, o alemão Sebastian Vettel e o finlandês Kimi Raikkonen.

Na primeira curva Verstappen tentou, por dentro, recuperar as posições. Mas acabou forçando demais, jogando Raikkonen para cima de Vettel. Verstappen e Raikkonen, com danos nos carros, foram para os boxes.

O brasileiro Felipe Massa (Williams), que tinha pulado para quarto lugar depois da confusão na largada, teve um pneu furado, indo para os boxes. O espanhol Carlos Sainz Jr. (Toro Rosso) também teve um pneu furado, além da asa traseira quebrada, abandonando na área de escape (o que provocou o Safety-Car virtual).

Também abandonaram, com danos causados por colisões, o britânico Jenson Button (McLaren) e o alemão Pascal Wehrlein.

Na sexta volta, o dinamarquês Kevin Magnussen (Renault) ocupava a oitava posição, quando perdeu o controle do carro na Eau Rouge. E em alta velocidade bateu com força na barreira de proteção. O piloto saiu mancando do carro, sendo constatado no hospital um corte no tornozelo esquerdo.

Com o Safety-Car na pista, a maioria dos pilotos entrou nos boxes, para a troca de pneus.

Na nona volta, a prova foi paralisada. Devido à destruição da barreira de proteção. Que precisou ser reconstruída.

Com a bandeira vermelha, os pilotos que ainda não tinham feito o pit stop, puderam trocar os compostos. Ganhando vantagem sobre os demais que pararam em Safety-Car.

Na relargada, na 10ª volta, Rosberg era o líder, seguido por Ricciardo, Hulkenberg, o espanhol Fernando Alonso (McLaren) e Hamilton.

O líder do campeonato largou na penúltima posição (foi punido por mudanças no motor), à frente somente de Alonso, e relargou com os pneus macios (começou a prova com os médios).

Na 12ª volta Hamilton passou Alonso, e cinco depois deixou Hulkenberg para trás, assumindo a terceira posição. Na 24ª volta, após a segunda parada nos boxes, Hamilton retornou a terceira posição.

Contudo na terceira parada de Hamilton nos boxes, na 33ª volta, para o retorno aos pneus médios, a Mercedes demorou alguns segundos na troca. Com o britânico voltando à pista atrás de Hulkenberg. Na volta seguinte, Hamilton superou novamente o piloto da Force India.

Rosberg seguiu tranquilo até o final, vencendo de ponta a ponta, com 14s1 de vantagem sobre Ricciardo. Hamilton foi o terceiro.

Hulkenberg terminou em quarto, seguido pelo parceiro de equipe, o mexicano Sergio Pérez, Vettel, Alonso e o finlandês Valtteri Bottas (Williams). Raikkonen e Massa fecharam a zona de pontos. O brasileiro Felipe Nasr (Sauber) terminou na 17ª posição.

Hamilton lidera o campeonato com 232 pontos, seguido por Rosberg cm 223.

A próxima etapa, o GP da Itália, em Monza, acontece no dia 04 de setembro.

Final:

1. Nico Rosberg  ALE Mercedes-Mercedes 44 voltas em 1h44m51s055
2. Daniel Ricciardo AUS Red Bull-TAG Heuer +14.1
3. Lewis Hamilton GBR Mercedes-Mercedes    +27.6
4. Nico Hulkenberg ALE Force India-Mercedes +35.9
5. Sergio Perez  MEX Force India-Mercedes +40.6
6. Sebastian Vettel ALE Ferrari-Ferrari    +45.3
7. Fernando Alonso ESP McLaren-Honda +59.4
8. Valtteri Bottas FIN Williams-Mercedes +60.1
9. Kimi Raikkonen FIN Ferrari-Ferrari +61.1
10. Felipe Massa BRA Williams-Mercedes +65.8
11. Max Verstappen HOL Red Bull-TAG Heuer +71.1
12. Esteban Gutierrez MEX Haas-Ferrari +73.8
13. Romain Grosjean FRA Haas-Ferrari +76.4
14. Daniil Kvyat RUS Toro Rosso-Ferrari    +87.0
15. Jolyon Palmer GBR Renault-Renault +93.1
16. Esteban Ocon FRA MRT-Mercedes +1 volta
17. Felipe Nasr    BRA Sauber-Ferrari +1 volta

Abandonos:

Kevin Magnussen    DIN Renault-Renault 5 voltas
Marcus Ericsson    SUE Sauber-Ferrari 2 voltas
Carlos Sainz Jr    ESP Toro Rosso-Ferrari 0 voltas
Jenson Button GBR McLaren-Honda    0 voltas
Pascal Wehrlein ALE MRT-Mercedes 0 voltas

Volta mais rápida

Lewis Hamilton    GBR Mercedes-Mercedes em 1m51s583

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *