F1: Para Hamilton, mudanças nas regras dificultarão bi

A opinião de que as alterações previstas para o regulamento da Fórmula 1 em 2008 darão mais competitividade às corridas se estende ao atual campeão da categoria, Lewis Hamilton. O piloto da McLaren confessou nesta quarta-feira que as novidades, que incluem as proibições de testes e de “asinhas” destinadas a aumentar a força de aderência, devem dificultar sua busca pelo segundo título consecutivo.

“Não acho que isso deixará as coisas mais fáceis”, disse o inglês. “Com as novas regras será muito duro vencer o campeonato de novo. Obviamente teremos menos testes, todos estão no mesmo barco”, emendou, evitando descartar a possibilidade de um maior número de escuderias passarem a disputar boas posições no grid.

Na última sexta-feira, o Conselho Mundial da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) anunciou medidas para reduzir os gastos das equipes da Fórmula 1 em no mínimo 30%, com destaque para a proibição dos testes durante o campeonato e o aumento do tempo de vida dos motores de duas para quatro corridas, o que acarretará ainda uma redução dos giros (o limite agora é 18.000 rpm).

As mudanças se juntaram, assim, àquelas que já estavam previstas para o ano que vem – na busca de criar mais oportunidades para ultrapassagem, a FIA já havia anunciado a volta dos pneus slick e o fim de diversos componentes aerodinâmicos (“asinhas”), o que diminuirá a força de aderência dos monopostos -, sendo que tudo somado faz Hamilton prever mais dificuldades nas provas.

“Não sabemos quem será rápido. Tenho certeza de que estaremos na ponta, com Ferrari talvez, e a BMW, mas você nunca sabe. É possível que haja um quarto time brigando lá em cima conosco”, avaliou Hamilton.

As sensíveis mudanças na Fórmula 1 e a falta de treinamentos já fazem o piloto dizer que as equipes mais endinheiradas, caso da McLaren, terão de “fazer a diferença de algum outro modo”.

“É sensacional observar como muitas coisas diferentes acontecem em um ano, mas todos nós estamos pensando sobre como seguir fazendo um show no esporte. Como um time, estamos em uma posição de cooperação, temos de nos mover para continuar vencendo”, finalizou.

Fonte: Gazeta Press

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *