F1: Para Prost, França é um ‘país anticarros’

O tetracampeão mundial de Fórmula 1, Alain Prost, atribuiu à atitude do povo francês o fato de o Grande Prêmio da França ser tão impopular na Fórmula 1.

“Nosso problema é que tendemos a ser um pouco anti-carros”, disse Prost, em entrevista ao jornal Le Parisien. Para ele, as principais causas da rejeição dos parisienses a corridas são multas, regras de trânsito rígidas e seguros.

O pouco popular circuito de Magny-Cours não vai mais receber o GP da França no próximo ano e, apesar dos esforços para que o país continue a sediar corridas automobilísticas, há uma grande probabilidade dele sair do calendário nas próximas temporadas.

“A França é um país europeu que parece atacar o automobilismo”, completou o ex-piloto, 53 anos.

Fonte: Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *