F1: Performance é o que interessa, diz chefe da Renault

O chefe-executivo da Renault, Carlos Ghosn, assegurou ao chefe da escuderia Flavio Briatore que ele terá o dinheiro que precisa para continuar vencendo após o fim de semana em Mônaco.

O campeão mundial Fernando Alonso venceu no domingo, e Ghosn repetiu que a Renault está comprometida a continuar competitiva no esporte.

“Somos guiados pela performance. Ponto”, disse ele a repórteres. “Peguem a performance e aí discutiremos orçamentos”.

“O orçamento não vem primeiro. Dissemos ao Flavio que a performance é nossa primeira responsabilidade — competir em alto nível e vencer”.

A Renault afirma que seu orçamento na Fórmula 1 é consideravelmente menor do que de algumas adversárias, como a Toyota, que já teria gasto bem mais de 1 bilhão de dólares desde sua estréia em 2002.

Ghosn, que assumiu o cargo na Renault no ano passado com uma reputação de ser alguém que corta custos, deixou claro que os gastos vão continuar sendo bastante controlados.

“As pessoas mais talentosas normalmente usam orçamentos menores para maiores resultados”, disse ele. “Eu ficaria muito constrangido se tivesse o maior orçamento e nenhum resultado”.

A campeã Renault venceu cinco das sete corridas disputadas até agora e neste mês se comprometeu a longo prazo com o esporte, assim como outras montadoras.

Fonte: Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *